A Escrota (sempre escrota)

Carminha_Zeze_Avenida

Muita gente cruza nossos caminhos. Alguns são apenas figurantes, outros coadjuvantes, alguns uma bênção e outros uma maldição. Quem convive comigo sabe que estou menos brigão, mas resolvi repostar este texto (que tem quase SEIS anos), pois “A Escrota” em questão vive a lembrar do gordinho aqui. Não contente em dar papo furado pessoalmente, até no Twitter ela destila discórdia e de forma covarde, pois não posso ler. (Mas esse tipo de coisa sempre chega até nós de alguma forma)

Todos nós, ao longo da vida, já cruzamos com a escrota. Um certo tipo de mulher que, além de feia e invejosa, é fútil e nojenta. Talvez seja um problema de autoestima ou quem sabe uma paixão encubada. Não sei e não quero saber. Deixe-me explicar, conheço algumas figuras assim, que se acham o último biscoito do pacote, mentem com tanta veemência que alguns espíritos fracos acreditam. A escrota geralmente tem grana e carro, é cercada de “amigas” bonitas e burras, assim é mais fácil manipulá-las, além de se vestir de forma ridícula. Mas para ela não importa, o importante é estar na moda (parece uma frase que li há anos: “Não importa ser bonito, rico ou inteligente, o importante é ser boçal”).zeze_carminha_xx

A escrota usa expressões como: “aquele seu carrinho popular”, “esta bodega”, “espelunca” e, como não poderia deixar de ser, “fulano é liso”. A figura em questão costuma mentir sobre supostos casinhos (tipo amigo imaginário de crianças) que nunca aconteceram. É, em 80% dos casos, efusiva, além de plantar boatos que caras estariam interessados nela e coisas do tipo.

A doida costuma sair para a boate. Se for para um camarote, onde pode ser vista, melhor ainda. Adora dar conselhos sentimentais, apesar de sua vida amorosa ser pura teoria. Gosta de falar mal do namorado ou marido da “amiga”, afinal, é muito ruim ser a única da turma que ninguém come.images

A escrota pode até ser bonita, mas a maioria é feia e como já dizia o poeta e diplomata Vinícius de Moraes: “As feias que me perdoem, mas a beleza é fundamental”. De certa forma, discordo dele, pois tem muita mulher que não tem beleza plástica, mas é gente boa, inteligente e interessante. Agora, mulher feia, fresca e nojenta não dá né?

O caso da escrota é grave, talvez irreversível, e requer uma intervenção médica urgente. Ela é uma de influência demoníaca para quem lhe dá papo. A doida varrida protagonizou tantas cenas grotescas e ridículas que é difícil sintetizar num só texto.em-avenida-brasil-zeze-descobre-onde-carminha-esta-30412-1335787790302_615x300

Certamente, as características que citei se encaixam com alguma figura que você conhece. Vou lhe dar um conselho: nunca dê muito papo para uma escrota, ela vai lhe sacanear, cedo ou tarde.

A diferença é que eu sempre me dou bem. Já ela, continua sendo a escrota de sempre. A gente troca juventude por sabedoria, mas algumas figuras não mudam nunca, é o caso dessa infeliz. Que trocou a juventude por mediocridade. A figura é mal amada (reza a lenda que precisa bancar vadios pra ter algum carinho) e desejo felicidade à ela. Só assim para de doidice.

Elton Tavares

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*