Estação Lunar encerra nesta quinta com homenagens e reconhecimento aos mais de 40 anos de história do Grupo Pilão

13619938_929888490490881_7574893993432130222_n

Encerra nesta quinta-feira (28) a temporada do Projeto Estação Lunar, uma realização da Prefeitura de Macapá, que integra a programação do Macapá Verão 2016. Os shows para essa noite, no balneário da Fazendinha, renderão homenagens ao legado musical e cultural do Grupo Pilão, um dos mais antigos e tradicionais do estado do Amapá.

A programação terá início às 19h50 com declamação de poesia com Patrícia Andrade, depois tem violão e voz com Helder Brandão, roda de Marabaixo com o grupo Filhos do Criaú, show especial do grupo Pilão, depois segue com música de João Amorim, Negro de Nós e, para fechar a noite, tem show com Nilson Chaves.

Pilão2
Grupo Pilão

O Grupo Pilão surgiu em 1975, por ocasião do III Festival da Canção do Amapá, realizado no auditório da Rádio Difusora de Macapá, quando o grupo usou na música “Geofobia” (de Fernando Canto e Jorge Monteiro) um Pilão como instrumento musical, tocado para marcar o ritmo. O Grupo foi formado por jovens oriundos dos movimentos católicos de juventude. São mais de 40 anos de história de disseminação dessa bela cultura e música amazônica, pela nossa terra e nosso mundo identitário.

p1
Participaram de festivais de música e em escolas nos anos seguintes. O Grupo se estruturou a partir de 1980 quando realizou projetos culturais nas escolas da capital e do interior, além de shows eventuais de divulgação da nossa música.

Os primeiros componentes foram Fernando Canto, Bi Trindade e Juvenal Canto. Vários músicos e intérpretes integraram o Grupo, como Neck, Paulo da Piçarra, Osmar Marinho, Nando, Edson Maciel, Osvaldo Simões, Jorge Herberth, Marilene Azevedo e Déa, mas o os membros atuais estão juntos desde aproximadamente 1995, são eles: Orivaldo Azevedo (percussão), Eduardo Canto (percussão), Juvenal Canto (voz e violão), Leonardo Trindade (violão) e Fernando Canto (cavaquinho e violão).
p11111BI TRINDADE

O cantor, músico, compositor e professor de francês Benedito Trindade Machado, o Bi Trindade, morreu na manhã do dia 23 de dezembro de 2013, aos 62 anos. Bi foi um dos fundadores do Grupo Pilão e havia gravado um disco solo com músicas em francês. Ele já se preparava para lançar um novo trabalho solo. O grupo Pilão perdeu um de seus mais importantes membros e a cultura do estado do Amapá perdeu um de seus grandes nomes, além de um interlocutor da cultura brasileira com a cultura francesa.

programacaoestacao

Programação:

19h50 – Poesia com Patrícia Andrade
20h – Voz e violão com Helder Brandão
20h30 – Marabaixo do grupo Filhos do Criaú
21h – Grupo Pilão
21h30 – João Amorim
22h – Negro de Nós
23h – Nilson Chaves

Rita Torrinha

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*