‘Estou muito feliz com a valorização do Governo do Amapá’, diz miss, antes de se apresentar

O público prestigiou a segunda noite do Arraiá do Povo, evento realizado pelo Governo do Amapá, no Parque de Exposições da Fazendinha, em Macapá. As quadrilhas juninas estilizadas garantiram as apresentações. Os grupos disputam o 5º Festival Municipal Sandro Rogério, coordenado pela Liga Junina de Macapá (Ligajum).
Luciana Lima, de 27 anos, é a miss da quadrilha junina Estrela Dourada, ela comentou sobre a estrutura grandiosa da Cidade Junina e contou que está muito feliz com a valorização que o Governo do Estado dá à cultura.

“Com toda essa organização e segurança, minha expectativa durante a apresentação é a melhor possível, pois a festa é grandiosa e a estrutura é gigantesca. Estou muito feliz com a valorização que o Governo do Amapá dá a nossa cultura e com o reconhecimento do público. Tudo isso nos incentiva a melhorar a cada apresentação”, disse Luciana.

O maior arraiá do Amapá reúne três festivais e a programação é realizada pelo Governo do Estado, em conjunto com a Liga Junina de Macapá (Ligajum), Federação das Entidades Juninas e Folclóricas do Amapá (Fejufap) e Instituto Sócio Cultural Junino Arraiá no Meio do Mundo. Essa é a primeira vez que a festa é promovida dentro do Parque de Exposições da Fazendinha, em Macapá. Cores, brilho, animação e empolgação tomaram conta da arena de espetáculos, construída especialmente para o evento. O casal caipira, da quadrilha junina Estrela Dourada, de Fazendinha, revelou a riqueza e a pluralidade dos povos africanos, com o tema “Retalhos do Brasil, os Construtores da Nação Brasileira”.

O mister, Arielson Soares, demonstrou muita alegria e empolgação antes e durante o evento. Ele contou que fica um pouco nervoso, mas na hora, faz o melhor possível. “Estou muito feliz e confiante. Viemos para surpreender a plateia e com certeza, nossa apresentação será diferenciada”, comentou Soares.

Jamaia Melo, de 37 anos, é miss do grupo Luar do Sertão, que representa os bairros Santa Inês e Beirol. Ela contou como se prepara durante o ano para o período de festejos.

“Ser quadrilheiro não é fácil. São muitos meses de ensaios, temos que desistir de outros compromissos, além do investimento financeiro, mas é sempre muito prazeroso. Na hora que estamos dançando, esquecemos de tudo e nos dedicamos com alegria à apresentação”, pontuou Jamaia.

Clemer Araújo, de 25 anos, é o mister que representa a quadrilha Luar do Sertão. Ele disse que todo esforço e dedicação valem a pena.

“Quando entramos na arena, esquecemos de todas as dificuldades. Só nos concentramos no título e na satisfação de ver a animação do público que vem nos prestigiar”, ressaltou Araújo. Kleber Costa, presidente do grupo Luar do Sertão enfatizou que no momento da apresentação toda a adrenalina e a expectativa se transformam em energia.

“Só penso em não errar os passos ritmados e alegrar a plateia. É uma sensação muito forte, que me força a me concentrar para fazer um lindo espetáculo”, resumiu Costa.

Arraiá do Povo

O Arraiá do Povo 2024 é organizado pelas secretarias de Estado da Cultura (Secult) e do Turismo (Setur). A programação recebe recursos do Tesouro Estadual e emendas parlamentares dos senadores Davi Alcolumbre e Randolfe Rodrigues.

A Cidade Junina foi montada exclusivamente para receber 59 grupos juninos, entre tradicionais e estilizados, que participam dos campeonatos municipal e estadual, totalizando mais de 80 apresentações.

Texto: Mônica Silva Ana Anspach
Foto: Neto Lacerda/GEA
Secretaria de Estado da Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *