Estreitamento entre Poder Judiciário e classe acadêmica: TJAP participa do Seminário de Prática Jurídica da Unifap

A juíza Auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça do Estado do Amapá (TJAP), Marina Lustosa, participou, nesta quinta-feira (4), no Auditório do Curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Amapá (Unifap), no Campus Marco Zero do Equador, do Seminário de Prática Jurídica da Unifap. O evento teve o propósito de aprimorar os conhecimentos jurídicos dos acadêmicos da disciplina de Estágio e Prática Jurídica I do Curso de Direito da instituição de Ensino Superior e discutir com os estudantes as práticas jurídicas contemporâneas.

O evento foi organizado por acadêmicos da disciplina de Estágio e Prática Jurídica I do Curso de Direito da Unifap, sob a orientação da coordenadora do Núcleo de Prática Jurídica, professora Linara Oeiras. Na oportunidade, a magistrada ministrou palestra sobre o “Programa Justiça 4.0: desafios, conquistas e expectativas para a sua implementação no Estado do Amapá”.

“Essa é uma forma dos acadêmicos dialogarem com os operadores do Direito externos à Universidade. Uma dinâmica essencial para a formação dos alunos, pois sai do campo teórico e eles podem observar um pouco da execução prática”, frisou a professora Linara Oeiras.

Durante a palestra, que contou com a presença de 45 acadêmicos, a magistrada discorreu sobre sua experiência profissional e trajetória no Poder Judiciário amapaense. A juíza apresentou o Programa Justiça 4.0, as funcionalidades da ferramenta e benefícios para a prestação jurisdicional que a plataforma digital proporciona.

O acadêmico Rômulo Ferreira, atualmente no 6º Semestre de Direito, destacou que o Seminário proporcionou o entendimento da prática jurídica em si.

“Receber orientações de operadores do direito e sua rotina, entender o Sistema e o cotidiano do magistrado nos enriquece muito mais do que somente ler autos de processos. Assim, podemos entender quais foram os desafios vencidos e conquistas obtidas. Bem como as expectativas para essa nova etapa da Justiça. Ou seja, aprimoramento de conhecimentos de forma concreta”, resumiu Rômulo Ferreira.

Ao final de sua explanação, a magistrada agradeceu o convite, respondeu às perguntas dos estudantes e ressaltou a importância deste estreitamento com a Universidade para oportunizar que os acadêmicos vejam o passo a passo da prestação jurisdicional.

“Estou feliz por participar deste Seminário de suma importância, pois o estreitamento dos acadêmicos com os magistrados é essencial. Desta forma, os estudantes de Direito, que logo serão profissionais da área, têm a oportunidade de entender de forma mais clara o fluxo do sistema, quais as nossas dificuldades e perspectivas. Portanto, agradeço o convite e me coloco à disposição para sempre contribuir e ajudar a classe acadêmica com orientações sobre o Poder Judiciário”, pontuou a juíza Marina Lustosa.

Mais sobre o Programa Justiça 4.0

O Programa Justiça 4.0 torna o sistema judiciário brasileiro mais próximo da sociedade ao disponibilizar novas tecnologias e inteligência artificial. Impulsiona a transformação digital do Judiciário para garantir serviços mais rápidos, eficazes e acessíveis. Ao promover soluções digitais colaborativas que automatizam as atividades dos tribunais, otimiza o trabalho dos magistrados, servidores e advogados. Garante, assim, mais produtividade, celeridade, governança e transparência dos processos.

– Macapá, 04 de maio de 2023 –

Secretaria de Comunicação do TJAP
Texto: Elton Tavares
Fotos: Flávio Lacerda
Central de Atendimento ao Público do TJAP: (96) 3312.3800

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *