Estudante amapaense é selecionada para Jovens Embaixadores 2011

Rízia Vitória da Silva Pinheiro

Rízia Vitória da Silva Pinheiro, 16 anos, é o mais novo orgulho do Estado. Aluna do 3º ano da Escola Alexandre Vaz Tavares, vai representar o Amapá na 9ª edição do Programa Jovens Embaixadores (PJE) 2011. Entre os seis mil estudantes de escolas públicas brasileiras, inscritos no concurso, Rízia foi selecionada com mais 34 jovens que irão participar do intercâmbio cultural nos Estados Unidos. Os nomes foram anunciados nesta terça-feira, 26, pela Embaixada do EUA no Brasil.

Além de possuir todos os requisitos exigidos no edital do concurso, seu perfil de líder, desenvolvendo trabalhos sociais e de caráter voluntário, fez a diferença no julgamento da Embaixada – Rízia integra o grupo de evangelização de sua Igreja, onde desenvolve trabalhos com crianças e ajuda diretamente na organização dos eventos.
Ela está confiante e ansiosa com a viagem. “Representarei meu Estado como Jovem Embaixatriz, implementando ações que visem à melhoria social, cultural e sustentável da minha comunidade. Sei que o melhor meio de melhorarmos e mudarmos nosso mundo é praticando boas ações. O intercâmbio vai me oportunizar também maior aprendizado, para empregar no meio em que vivo”, declara Rízia Vitória.

“Fiquei emocionada ao saber que eu estava entre os 35 estudantes brasileiros selecionados. Tornar-me uma Jovem Embaixatriz e representar o Amapá nos Estados Unidos é a realização de um sonho. Fiz tudo que esteve ao meu alcance, usei todo meu potencial e o que aprendi ao longo de minha vida de estudante, enfim, dei o melhor de mim. Essa vitória é fruto do meu comprometimento, e do apoio da minha família e dos professores da Escola Alexandre Vaz Tavares”, acrescenta Rízia Vitória.

PROGRAMA JOVENS EMBAIXADORES

O PJE é uma iniciativa da Embaixada Americana no Brasil, de responsabilidade social que beneficia, com uma viagem aos Estados Unidos, alunos brasileiros da Rede Pública estadual, que se destacam pelo excelente desempenho escolar, falam inglês, pertencem à camada socioeconômica menos favorecida, possuem perfil de liderança, prestam serviço voluntário e são exemplos em suas comunidades.

Os estudantes selecionados ficam na capital americana, Washington DC, de 8 a 27 de janeiro de 2011, com todos os custos bancados pela Embaixada. Lá, participarão de encontros com autoridades, visitarão monumentos históricos, museus e outras organizações. É uma oportunidade de expandir seus horizontes e conhecimentos sobre a cultura americana.

O grupo será dividido e cada subgrupo vai para um estado norte-americano (Carolina do Norte, Washington, Montana, Oklahoma e Ohio) conviver com uma família que os hospedará voluntariamente. Os brasileiros também vão acompanhar as aulas em uma escola de Ensino Médio, para conhecerem o cotidiano dentro de um centro de educação americano e trocarem experiências.

No Amapá, a instituição parceira da Embaixada America é a Secretaria de Estado da Educação (Seed). Em todo o país são 64 parceiros. Estudantes de todos os estados brasileiros participaram do processo de seleção. Segundo o gerente do Núcleo de Ensino Médio da Seed (NEM), Antônio Favacho, o número de inscritos superou os seis mil jovens. Desses 120 foram para a semifinal, para a escolha dos 35 finalistas.

A lista dos estudantes selecionados está disponível no site da Embaixada dos EUA:
Elton Tavares
Assessoria de comunicação
NJI/CCOM/SECOM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *