Eu odeio gente dramática

                                                    Por Elton Tavares
Eu odeio muitos modelos de pessoas e algumas “pessoas modelo”, afinal, gosto mais do ”lado negro da força”. Brincadeiras a parte, hoje vou descrever gente dramática. Sim, aquele tipo de pessoa que acha que é o calcanhar do mundo e acha que tudo de ruim só acontece com ela, transformando sua vida desinteressante em uma novela mexicana.

Este tipo de pessoa possui uma carência inesgotável, precisa de atenção, nem que seja preciso uma chantagenzinha emocional. Fica repetindo uma espécie de mantra: “aconteceu isso ou aquilo comigo”. Égua-moleque-tu-é-doido!.

Mas o pior tipo de dramático é o dissimulado, que só sofre na frente de uns, só para manter seu status às avessas de coitadinho. Mas na verdade está curtindo com a cara de todo mundo, mandando o bom senso as favas. E pior, pensa que ninguém saca. Ora vejam só que ridículo.

Ainda vem me falar em consideração, logo para mim, que tive mais consideração que muitos. Chega de papos furados. Usando a filosofia popular: “cada macaco no seu galho”. Sem drama real e muito menos falso. Já deu né?
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*