Eu odeio realitys shows


O Big Brother Brasil chegou mais uma vez, para a alegria dos patetas. Sei lá qual edição é esta de 2012. Só sei que a encheção de saco é total. Para não dizer que nunca vi essa merda, assisti um pedaço do primeiro, afinal, era novidade (e acho que há 10 anos eu não era esperto). 

Juro que entre a Big Bosta Brasileira e estar no Bar Bebendo Brahma, certamente as noites com a segunda opção são mais produtivas. Mas na real, prefiro namorar, assistir um bom filme, ler mais (dois livros inacabados na cabeceira) ou, falando de inutilidades, jogar videogame. 

Antes do BBB, eu admirava Pedro Bial, pois ele era um jornalista consagrado. Agora é só o mestre de cerimônias do freak show para zumbis de cérebros desligados. Não entendo como tanta gente, que sei que são inteligentes, gostam dessa porcaria. Como, pelo amor de Deus, uma pessoa estudada e viajada não adquiriu um mínimo de senso crítico?

Não tô a fim de parecer culto só porque não assisto besteiras, mas neste caso, parece uma epidemia de estupidez. Como dizem alguns, “a burrice é invencível”. Às vezes é mesmo. Pois os realitys shows se proliferam na TV brasileira como Gremilis na chuva. 

Ah, e não to nem aí se o negão comeu (ou estuprou?) a maluca bêbada (só se fala nisso, impossível não saber). Para mim é tudo parte da guerra pela audiência, tudo mesmo. Mas os babacas continuam a assistir, será hipnose coletiva? Sabe Deus….Como dizem os Titãs: “A televisão me deixou burro, muito burro demais…”

Elton Tavares
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

Commentários
  1. Eliene Baia
  2. Anonymous

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*