Exposição “Arqueologia sob nossos pés” no Curiaú

O Instituto de Pesquisa Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa) realiza nos dias 25 e 26 de junho, mais uma etapa da exposição “Arqueologia sob nossos pés: Conhecendo o Patrimônio Arqueológico do Nosso Estado”. A exposição ficará na Escola Estadual José Bonifácio, no Quilombo do Curiaú, em Macapá, de 8h às 12h e de 14h às 18h.

De acordo com Lúcio Costa, gerente do Núcleo de Pesquisas Arqueológicas (Nuparq) do Iepa, o Amapá reúne uma grande quantidade de sítios arqueológicos. Esses sítios, muitas vezes, são identificados por moradores que vivem no entorno, como aconteceu em 2010, no Curiaú Mirim, localidade que fica no Quilombo do Curiaú.

“Após a passagem de um trator para arrumar o ramal, as pessoas viram ossos humanos em um buraco no meio da estrada e, o caso foi relatado ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional [Iphan]”, lembrou Lúcio Costa. Com isso, o Iepa foi chamado para investigar o material e verificar o potencial de pesquisa da área.

Com a observação, logo foram percebidos outros vestígios arqueológicos na região. As pesquisas no Curiaú Mirim mostraram que ali havia uma aldeia indígena antiga, que teria sido habitada entre 1000 e 500 anos atrás. Além de vestígios de atividades cotidianas, também foram identificadas práticas funerárias indicando que, ao longo dos séculos de ocupação do local, várias pessoas foram possivelmente enterradas no centro da aldeia.

A exposição “Arqueologia sob nossos pés: Conhecendo o Patrimônio Arqueológico do Nosso Estado” levará à comunidade do Curiaú o material arqueológico proveniente dessas escavações que ocorreram entre 2011 e 2014, como forma de retorno e socialização das pesquisas desenvolvidas sobre a antiga ocupação da região. A coleção contará com vestígios do período pré-colonial ao colonial.

Fonte: Blog da Alcinéa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *