Exposição fotográfica organizada pelo TJAP e SAAD sobre famílias que escolheram a adoção pode ser visitada no Macapá Shopping até hoje (24)

A exposição feita a partir de um ensaio com famílias que adotaram crianças e adolescentes é uma iniciativa do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), em cooperação com a Sociedade Amapaense de Apoio à Adoção (SAAD), e integra a programação da Semana Nacional da Adoção. Com toda criatividade e emoção, as fotografias foram capturadas pelas lentes do publicitário Flávio Lacerda e do jornalista Daniel Alves, profissionais da equipe da Assessoria de Comunicação do TJAP. A exposição está no 3º piso do Macapá Shopping e pode ser vista até as 22 horas de hoje.

O publicitário Flávio Lacerda disse que o ensaio foi pensado como forma de mostrar o amor entre as famílias e incentivar mais pessoas a adotarem. “Foi, sem dúvida, uma experiência profissionalmente enriquecedora e pessoalmente muito satisfatória, fico feliz em poder ajudar a dar visibilidade a uma causa tão bonita e importante”, declarou.

O jornalista Daniel Alves ressaltou a felicidade de ter fotografado as famílias. “Fiquei surpreso e feliz com a exposição”. Ele destacou que a experiência trouxe a oportunidade de conhecer mais o universo e a realidade da adoção. “Na hora que produzimos, foi bem interessante porque no fundo a gente não conhecia como é que funcionava a SAAD e nem tínhamos noção sobre o número de pais e crianças. A gente tinha aquela ideia do processo adotivo, que às vezes demora. Quanto aos pais que já adotaram, não sabíamos da organização e harmonia que mantém entre as famílias”, finalizou.

A mãe e integrante da SAAD, Ana Carolina Cruz, declarou que a exposição teve, na abertura, uma ótima recepção do público e que as pessoas demonstraram bastante interesse por informações sobre o processo de habilitação para adoção.

“A exposição está sendo muito bem recebida, as pessoas estão vindo mesmo, e também com o objetivo de receberem informações concretas sobre como é o processo e como fazer para iniciar”, declarou Ana. Ela destacou ainda a curiosidade dos visitantes a cada fotografia. Perguntas como: “Essas pessoas moram aqui? Foi adotado grande ou foi adotado pequeno?”, o que revela que “estão mesmo curiosos e é muito interessante despertar conhecimento por essas histórias reais aqui tão próximas, na nossa própria cidade”, finalizou.

Assessoria de Comunicação Social do TJAP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *