Feira Agricultura e Arte movimentou R$ 220 mil para a economia de Macapá em um ano de criação

Prefeitura de Macapá já realizou 11 edições da Feira Agricultura e Arte | Foto: Arquivo/PMM

A Feira Agricultura e Arte completa um ano de realização pela Prefeitura de Macapá com uma edição comemorativa neste sábado (4), no Quilombo do Curiaú. A iniciativa fomenta o empreendedorismo com o apoio às atividades desenvolvidas nos ramos da piscicultura, artesanato, hortifrutigranjeiro e louceria, entre outros.

Todo o projeto atende mais de 70 produtores dos distritos do Maruanum, São Joaquim e Santa Luzia do Pacuí, além das comunidades do Lontra da Pedreira, Tracajatuba e Bonito. A iniciativa também beneficia os bairros Fazendinha, Coração e Vale Verde.

Segundo o secretário municipal de Agricultura (Semag), Raimundo Costa, o comércio itinerante movimenta cerca de R$ 20 mil em cada edição, totalizando um fomento de aproximadamente R$ 220 mil para a economia local desde a criação da feira.

“A Prefeitura vem investindo nesse setor tão rico e importante que nós temos. Com a Feira Agricultura e Arte, esse segmento agora conta com o incentivo contínuo do poder público, que também beneficia a população consumidora da capital”, explica.

A 12ª edição será realizada entre 8h e 14h, em frente à Escola Municipal Joana Santos, na Rodovia AP-070, no Quilombo do Curiaú.

Outros incentivos

A Prefeitura de Macapá também está incentivando a agricultura familiar através de projetos como Identidade do Agricultor, Mais Açaí Macapá, Nossa Terra, Nossa Gente e Feirão do Povo, Proaves e Programa Peixe na Mesa. Recentemente, a Semag ainda realizou agenda no Distrito do Bailique, onde laçou o “Bailique Agro: Conectado às Riquezas da Amazônia, que visa escoar a produção local.

Joyce Batista
Secretaria Municipal de Agricultura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.