Feliz aniversário, Fernandinho Bedran!

Hoje aniversaria uma das pessoas que mais gosto de ter por perto, por conta da energia boa e positividade que o figura irradia. Quem roda o calendário é pai, marido e avô apaixonado e amoroso, degustador de heinekens enevoadas, Rosa-Cruz, fã dos quadrinhos de Asterix, amante de Rock and Roll, bicolor e tricolor, cidadão perspicaz e sagaz questionador do mundo, conselheiro, fabricante de pimenta, homem inteligentíssimo, biriteiro convicto, engenhoso boêmio, malandro das antigas, amante de boa música, ilustre morador de Santana, locutor, programador e DJ da “rádio fuleiragem” (com excelente gosto musical, o cara anima um grupo de whats composto por amigos próximos), melhor papo de bar que conheço, além de querido amigo, Fernando Bedran.

Além disso, Bedran (Fernando Da Gata) é o titular da Divisão Internacional da Vida Alheia (D.I.V.A.), no Amapá, combatente do mal, recordista intergaláctico da gente bonisse e mestre em paidéguice boêmia.

Bedrawnski é um cara diferente de todos. Ele é grande sacana, ímpar no trato com as pessoas e na sabedoria louca e coerente. Um figura que usa o hemisfério esquerdo do cérebro para o bem dele e de quem o cerca. E bote gente nisso, pois o cara é querido e considerado nos piores e melhores bares de Santana, Macapá e Belém (PA), sua terra natal.

Bedran já peregrinou por muitos bares. Na verdade, incontáveis. Com ele já bebi no Abreu, no Norte das Águas, no Bar da Euda (querida que hoje mora no Céu) e no Bar do Louro, onde, vira e mexe, o encontro para molharmos a palavra. Aliás, uma das coisas que faz-me feliz nessa vida é bater papo e beber cerveja com esse cidadão que parece um enviado de outra dimensão para disseminar alegria, disparar sacadas geniais, sarcasmo boêmio, ironia fina e pérolas da boa sacanagem (ao som da sua inconfundível gargalhada). É, Fernando faz stand-up comedy de graça e desde sempre. Além de diversão, conversar com Fernandinho é aprendizado garantido, como diz o meu irmão, Emerson Tavares: “Bedran é melhor para tomar cerveja do que tira-gosto de charque”. E é mesmo!

Durante nossas bebedeiras habituais, cada vez mais raras hoje em dia, aprendi e rir mais ainda com ele e dele. Fernando Bedran é um pensador, poeta dos bares, um cara que parece conhecer de tudo. Um maluco e tanto e, sobretudo, um homem de bem. É, a gente ama esse cara!

Fernandinho, meu irmão, que tenhas sempre saúde e sucesso. Que Deus siga a iluminar teu caminho ao qual sempre segues a luz. Tu és um cara Phoda e do bem. Te admiro muito. Que tua vida seja longa. Meus parabéns e feliz aniversário!

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *