Feliz aniversário, Maria Lúcia. Te amo, mãe!

Maeniveramor

Hoje é aniversário da professora e orientadora educacional aposentada, filha dedicada da Cacilda, avó apaixonada da Maitê, esposa companheira do Enilton Cardoso, minha mais que maravilhosa mãe (e do Emerson também), além de dona do mimado Tufinho (nosso cachorro), Maria Lúcia Vale Cardoso.

tatto

Mamãe gravada na minha pele, alma e coração

Mamãe é amorosamente chata, pois é uma metralhadora de conselhos, cuidados, zelo e amor em estado bruto. Nunca foi uma mulher de palavras melosas, mas de atitude. Muita atitude. Lucinha fez tudo por nós e ajudou a mim e ao meu irmão a sermos pessoas bacanas. Sim, somos vencedores graças a ela.

Quando estou em apuros, peço para que ela reze por mim. A mulher tem uma oração tão forte que desata os mais terríveis nós da minha vida. Esse milagre doméstico já aconteceu tantas vezes e nunca deixa de ser impressionante!

A mãe conseguiu tudo com muita luta, esforço e batalho. Insubstituível e incomparável, a admiro e respeito. Dela, herdamos, eu e o Emerson, nossa força. É impossível escrever aqui o quanto a amo e lhe sou grato.

euemaeÉ, Maria Lúcia, “aquela menina moça boçal pra quem jurei o meu amor”, de repente faz 62 anos. Só que, mesmo com mais de seis décadas, continua linda como o “sol do amor intenso“, como disse Vinícius de Moraes no poema “Retrato de Maria Lúcia”.

Minha mãe (com muito apoio do Enilton) e meu irmão Emerson são as pessoas que seguram a barra, os mais verdadeiros amigos que tenho na vida. A gente vive junto, briga um bocado, se ajuda e temos uma relação de cumplicidade e amor mútuo.

Hoje estás longe, do outro lado do rio Amazonas, mas nada nos separa. É como te digo todos os dias: te amo, Lucinha!

Meus parabéns e feliz aniversário!

Elton Tavares

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*