Feliz aniversário, Patrick Bitencourt!

Hoje é aniversário do pai da linda Manu, mestre-jedi/sith do João, sociólogo, empresário, professor, ex- patrulheiro das ruas, roqueiro das antigas, fã de cinema, apreciador de quadrinhos e desenhos animados, velho aliado da batalha anual chamada de “A Banda”, e antigo parceiro de vitoriosas brigas de rua”. O homem ainda é sócio fundador da Cúpula do Trovão, flamenguista convicto, praticante de artes marciais, assíduo frequentador de missas dominicais, boêmio, bicolor, pirata da batucada, filho do Bode e da Conceição, irmão do Frank, Boca e Najara, namorado da Karinny, e amigo “demais” considerado dos malucos da cidade e irmão de vida deste jornalista: Patrick Loureiro Bitencourt.

Primeiro, conheci o Franck, com quem estudei em 1987, mas seus irmãos, Paulinho Boca-Mole e Patrick-Urso-Polar (codinomes usados desde a época do Star Night Clube) foi que se tornaram grandes amigos nessa longa e louca estrada de tijolos amarelos, chamada de vida. Fiz amizade com ambos em 1996, quando eu e meu irmão, Emerson, ingressamos na Cúpula do Trovão (grupo de adolescentes que fez um catatau de merdas e se divertiu a valer naqueles tempos de irresponsabilidades).

Leitores, a gente já aprontou muito nessa vida. Temos muitas aventuras e desventuras pra contar, mas a maioria são impublicáveis, fazem parte das “Guerras Secretas” (risos).

Com o Patrick, já vivi centenas de situações felizes. Muitas delas inusitadas e inesquecíveis. Já destruímos abestados no soco, tapa e bicudas, já perdemos amigos queridos e lidamos com isso com apoio recíproco, assistimos a shows de rock, viajamos juntos e bebemos tantas cervejas na mesma mesa, que daria para encher umas 10 caixas d’água do Buritizal.

Patrick é inteligente, malandro, divertido, bem-humorado, espirituoso, malandro, coerente, sensato, competente profissional da educação, pai exemplar e amigo prestativo. Fico puto com ele pelas encarnações (zoação), muitas vezes, demasiadas e inoportunas, como o escracho de querer me ridicularizar por ser gordo (mas eu sou um gordo safo e considerado, rs). E ele detesta o meu gênio e críticas. É claro que já brigamos um com o outro, o que faz parte de qualquer laço de amizade.

Gosto de ter o Patrick por perto, mas ele anda ausente. E é por uma boa causa: ele está felizão com a gente boa Karinny, sua namorada. E se ele tá feliz, eu tô feliz. Amizade é isso. Enfim, entre as verdades incontestáveis de nossas vidas, minha, do Emerson (meu irmão que também é irmão dele), The Clash, Boca, outros amigos e familiares do Urso, é que amamos esse cara.

Urso safado, tu é um parceiro, amigo e irmão cem por cento. Que sigas na viagem, que é a vida, com muito mais motivos para sorrir. Saúde, sabedoria e sucesso, sempre, mano velho. Meus parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!

Elton Tavares e Emerson Tavares (pois tenho certeza que falo pelo Emerson em relação ao apreço, amizade e respeito por ti).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *