Feliz aniversário, Pedro Aurélio (te amo, tio)!

Hoje aniversaria o filho da Peró e “Juca”, pai de quatro filhos, avô de um lindo casal, marido da Lúcia, administrador de empresas, bacharel em Direito, maçom, fazendeiro e auditor do Tribunal de Contas do Estado (TCE/AP), além de meu tio e amigo, Pedro Aurélio Penha Tavares.

Tio Pedro é o segundo irmão de meu saudoso pai, Zé Penha (que embarcou para as estrelas em 1998). Eles sempre foram caras bastante diferentes. Quando moleque, tinha medo do tio Pedro. Ele era um homem muito sério, severo, exigente e sempre nos dava um esculacho por “qualquer falta de respeito”. Já o papai era um grande gozador, daquelas figuras boas de ter por perto.

Com o passar dos anos, Pedro Aurélio, percebeu que nos tornamos homens de bem (eu, meu irmão, seus filhos) e virou amigo de todos nós. Sim, para mim, o tio é um grande amigo, conselheiro e socorrista (já precisei dele e o irmão de meu pai não me faltou).

Pedro Aurélio é filho de família pobre, mas trabalhadora. Os pais, ele e os irmãos conseguiram tudo com muito batalho. Dá um orgulho danado das histórias, tantos exemplos de esforço e superação deixados para nós, os sobrinhos, filhos e netos dos Penha Tavares.

Tio Pedro é um cara honesto, inteligente, trabalhador, corajoso, culto, decente e combativo e cheio de manias. Sou parecido com ele nisso. Somos pontuais e detestamos esperar, somos esquentados e não levamos desaforos para casa, gostamos de cumprir promessas, o que nos leva a cobrar os compromissos assumidos.

Tio Pedro conta boas histórias em nossos encontros, sempre felizes. A gente se reúne na casa da vó Peró, toma cerveja e bate papo. E bote papo bacana nisso. É sempre um prazer falar da vida, do trabalho, da gente, entre outros temas porretas com ele. Nossas conversas, até as sérias, sempre escorregam para boas gargalhadas. Quem tem a sorte de ser amigo dele, sabe do grande coração do cara.

Já disse e repito, se necessário, tio Pedro se indispõe, discute e briga. Essa é uma característica que admiro nele. “Gosto de pisar na beira também”. A gente também se chateia um com o outro, mas faz parte e foram tão poucas vezes que nem consigo lembrar agora.

Tio Pedro completa, nesta quinta-feira (12), sessenta e cinco invernos amazônicos bem vividos, bem comidos e bem bebidos, sempre fazendo o que faz de melhor: ser ele mesmo. Autêntico como poucos que conheço, ele é safo. Tem gente que não gosta. Eu dou valor!

Sou grato ao tio Pedro pelo apoio de sempre. Tio, que tu tenhas saúde e sucesso sempre para curtir teus filhos, teus netos, a Lúcia, a vó, teus irmãos, tua fazenda, tomarmos boas cachaças e rir da vida. Eu e Emerson amamos você. Parabéns pelo teu dia e feliz aniversário!

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *