Festa da Santíssima Trindade na Favela e a perpetuação da tradição com a Biblioteca comunitária


O Ciclo do Marabaixo deste ano chega à reta final, e na antiga Favela, atual bairro Santa Rita, onde acontece a programação em homenagem à Santíssima, domingo é dia de missa, almoço e muita festa para as crianças do bairro. Eles comemoram ainda um bem, resultado deste Ciclo, que é a Biblioteca Gertrudes Saturnino, que vai permanecer daqui em diante, com esforço dos membros da Associação Cultural Berço do Marabaixo. Toda a programação relembra a história de fé da família Costa, que será perpetuada com a continuação dos festejos e pode ser contada e lida na biblioteca.

Gerações – Gertrudes Saturnino era uma negra dançadeira e cantadeira de marabaixo, que quando o governador Janary Nunes transferiu os moradores do centro de Macapá, liderou uma parte das famílias para a Favela. Entre os filhos gerados, Natalina Costa, que ainda hoje mantém a tradição das festas de marabaixo junto com a prole, das quais a presidente da Associação Berço da Favela, Marilda Costa, filhos, netos, parentes e amigos.
– Entre os festejos do marabaixo, o Ciclo é o mais importante na Favela por ser em honra à Santíssima Trindade. Foi a fé na Tríade, que é um dos Mistérios da crença cristã, que se incorporou aos festejos o tradicional Almoço dos Inocentes. Dona Gertrudes pediu à Santíssima que a filha Natalina engravidasse, e com a bênção alcançada, ainda hoje, no Domingo da Santíssima é oferecida a refeição para doze crianças que representam os apóstolos.

Biblioteca – Esta e outras histórias podem ser ouvidas e lidas na Biblioteca comunitária, que funciona na casa da dona Natalina Costa, com cerca de 300 exemplares de autores amapaenses e de outros estados, voltados para a temática afro. Além de livros, vídeos, obras de arte, trabalhos acadêmicos e material produzido nas oficinas realizadas nas escolas. No acervo, exemplares de autores como Fernando Canto, Manoel Bispo e Piedade Videira. A Banda Placa cedeu vídeos para a Associação, que estão disponíveis no espaço cultural.

Programação – No Domingo da Santíssima Trindade a programação inicia às 7h, com a missa na Igreja do bairro Nova Esperança. Logo após tem o café da manhã para a comunidade, na casa de Natalina Costa, seguido do Almoço dos Inocentes, servido primeiramente para as doze crianças, depois para os demais presentes. À tarde é dedicada às crianças, que terão horas de diversão e lazer, com brinquedos, teatro, contadores de história, música e quadrilha junina.
Serviço – A casa da dona Natalina está localizada na avenida Duque de Caxias, entre Manoel Eudóxio e Professor Tostes. A biblioteca funciona de segunda a sexta-feira, de 9h às 11h e das 15h às 17h. Três universitárias voluntárias da Associação se revezam no atendimento. A presidente Marilda pede que escritores que queiram deixar seus trabalhos para exposição e leitura, seja literatura, poesia, história ou qualquer estilo, fiquem à vontade. O mesmo vale para produtores de trabalho audiovisual e artistas plásticos.

Texto: Mariléia Maciel
Fotos: Max Renê e Márcia Do Carmo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *