Filme ‘Cartografia Sentimental Tucuju’ será exibido pela primeira vez presencialmente em Macapá

Por Rafael Aleixo

Será exibido pela primeira vez de forma presencial em Macapá o filme Cartografia Sentimental Tucuju. O trabalho mostra a conexão entre lugares, artistas e histórias a partir do olhar do diretor, artista e professor universitário, Cleber Braga. A entrada será gratuita e a classificação indicativa do filme é de 10 anos.

A exibição hoje, sábado (3), às 19h no espaço cultural Casa Viva, localizada na Avenida Almirante Barroso, nº 851, no bairro do Centro, em Macapá.

Cada um dos personagens convidados para participar do filme contam em até 3 minutos a relação que possuem com a Amazônia. De acordo com Braga, a ideia de juntar artistas da música, teatro, performance e outros segmentos dá ao documentário um diferencial que mistura o audiovisual com o teatro.

“O filme é uma declaração de amor pra cidade. O filme não é um retrato, mas um registro afetivo de encontros, de pessoas, de artistas e criadores do lugar. Á medida que eu ia conhecendo a cultura ia ficando mexido no sentido de fazer alguma coisa, um registro disso”, disse Braga.

Apesar de não ser amapaense, o diretor destacou que ao chegar ao Amapá se apaixonou pela cultura local, o que o motivou a criar um registro do que tinha acabado de conhecer.

“Eu cheguei em Macapá em 2016 e fiquei espantado sobre a minha ignorância sobre a região e eu fui percebendo que não era só minha e sim do país. O início do filme foi provocado por um estrangeiro, eu, já que nasci em outra região, mas fiquei apaixonado pelo Amapá região e quis fazer essa homenagem”, detalhou.

O diretor

Cleber Braga tem 44 anos e nasceu em Curitiba, no Paraná, e ao longo da trajetória no teatro morou em vários estados como Santa Catarina, Rio de Janeiro e Bahia, até chegar ao Amapá.

Atualmente é professor do curso de licenciatura em Teatro, da Universidade Federal do Amapá (Unifap). Sobre o início de atuação no audiovisual, Braga disse que encara como um desafio e que se apaixonou pela área.

“Acho que o teatro tá muito presente na linguagem do filme, embora seja uma produção audiovisual, toda a produção tem uma teatralidade muito forte. O teatro sempre marcou muito a minha trajetória e agora eu tenho me interessado pela linguagem do audiovisual e tenho experimentado isso”, destacou.

Cartografia Sentimental Tucuju é um trabalho audiovisual experimental que retrata a vida, modos, jeitos e sabores de Macapá. A vida é descrita por cada artista, por cada corpo – feminino, negro, indígena, não-binário, entre outros marcadores -, ao ser captada pelas câmeras, torna-se produção de memória e registro.

O filme foi produzido m parceria com o coletivo Tenebroso Crew, Programa de Cultura da Universidade Federal do Amapá (Unifap) e Oca Produções e apoio da Secult/AP por meio de recursos da Lei Aldir Blanc, no ano de 2021, na capital do Amapá.

Fora do Amapá, “Cartografia” teve a estreia oficial na sala virtual do Cine Passeio, em Curitiba (PR), seguindo online para o Festival Inverno Cultural, promovido pela Universidade Federal de São João Del Rei (MG). Ainda em Minas Gerais, teve exibições presenciais em Divinópolis, Ouro Branco e Sete Lagoas.

Serviço:

19h – exibição do filme Cartografia Sentimental Tucuju
20h10 às 20h40 – bate papo com realizadores e microfone aberto com artistas participantes
20h50 às 22h30 – apresentações musicais com Paulo Bastos e Mc Deeh e Performance “O som dos beija flores” com artista visual Carla Antunes
22h30 às 23h – DJ Dropanda
Ficha técnica
Concepção e Direção: Cleber Braga
Produção Executiva: Paulo Rocha
Coordenação de Produção Audiovisual: Jami Gurjão
Produção Audiovisual: Tenebroso Crew – Dyego Bucchiery, Ianca Moreira, Jami Gurjão
Direção de Fotografia: Dyego Bucchiery
Técnica de Iluminação: CEU das Artes – Clay Barros e Sebastião “Vampiro”
Assistência de iluminação: Paulo Rocha e Jones Barsou
Trilha Sonora Original: Paulo Bastos
Captação de Som e Mixagem: House Estúdio e Arthur Mendes
Técnico de Som: Mariano Natalino
Fotografia Still e Making of: Ianca Moreira
Edição e Finalização: Dyego Bucchiery

Fonte: G1 Amapá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *