Final do 1º Festival de Música da Assembléia Legislativa e minha torcida pelo Grupo Pilão

                                                  Foto: http://fernando-canto.blogspot.com/

O 1º Festival de Música da Assembléia Legislativa do Amapá faz parte do aniversário de 20 anos da referida casa de leis. A finalíssima do concurso acontecerá amanhã, 19, às 19h, em frente a sede do parlamento amapaense, localizado na Avenida Fab com Rua Leopoldo Machado, no centro de Macapá.

A eliminatória aconteceu no último sábado, 15, no Centro Cultural João Batista de Azevedo Picanço. Ao todo, 20 músicas concorreram e somente 12 foram classificadas para a final. Serão avaliados a música, arranjo e interpretação. A premiação será R$ 7 mil para a canção vencedora, R$ 3 mil para o segundo colocado e R$ 2 mil para a 3ª melhor música.

                                                    Foto: Blog Canto da Amazônia.

As 12 músicas finalistas farão parte de um CD comemorativo. A coordenação do Festival está a cargo da Associação dos Músicos e Compositores do Amapá (AMCAP). As canções classificadas para a final são (respectivamente compositor e interprete):

01     POROC POROC     – Jerônimo B. de Souza / Edmilson P. Jacques     Alber Matos.
02     MEU FORTE     – Dilean Monper / Diule Monper (não usar b.base) –    Deize Silva.
03     ANALOGIA     – Fernando Canto     Grupo Pilão. 
04     MENINA DO RIO AMAZONAS     – Taty Taylor  / Taty Taylor.
05     A PAUSA     Sérgio Sales  –   Ingrid Sato.
06     REDENÇÃO      – Paulo Bastos / Brenda Melo.
07     AMAPÁ     Mauro Guilherme     Celine Guedes. 
08     AQUÁRIO DAS MARÉS    –  Ademir Pedrosa / Osmar Junior-  Brenda Fernades.
09     CANTO MINHA FÉ   – Taty Taylor /  Taty Taylor.
10     MEU LAGUINHO QUERIDO     Fernando Canto / Manoel Cordeiro  –   Grupo Pilão.
11     PRECES LOUVORES E BATUQUE   –  Cléverson Baía/ Cléverson Baía.
12     NA PONTE   – Paulo Bastos/  Brenda Melo.

Ah, por dois motivos, vou torcer pelas duas músicas do Grupo Pilão. Primeiro pelas canções, que são muito boas. Segundo, pelo poeta e escritor Fernando Canto, meu amigo “Barba”. Mas a minha preferida é “Analogia”.

Elton Tavares

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*