Fiscalização Eleições 2022: MP Eleitoral e PF apreendem cestas de alimentos usadas para suposta compra de votos

O Ministério Público Eleitoral recebeu informação anônima, na terça-feira (27), de que um candidato a deputado federal e outro a deputado estadual estavam distribuindo cestas de alimentos em troca de votos em um supermercado atacadista na zona norte de Macapá.

A equipe do MP Eleitoral se deslocou até o local e comprovou o fato noticiado. A Polícia Federal (PF) foi acionada e, após a constatação e encontrados indícios da autoria e da materialidade de crime eleitoral, conduziu a gerente do supermercado, que supervisionava a entrega das cestas, e alguns dos eleitores, que estavam recebendo os itens alimentícios naquele momento, até a sede da Polícia Federal, onde houve autuação em flagrante.

Os eleitores recebiam um cartão tipo “raspadinha”. Após a raspagem, ficava visível um código no cartão, que era apresentado à gerente do estabelecimento e registrado numa lista, Essa lista, que também foi apreendida, indicava a entrega de 300 (trezentas) cestas já realizadas.

As denúncias ao Ministério Público Eleitoral podem ser encaminhadas via WhatsApp pelo número (96) 99184-6549, com garantia de sigilo do denunciante.

Mais sobre a atuação do MP Eleitoral

O MP Eleitoral tem uma composição mista, com membros do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público Estadual (MP-AP). O Centro de Apoio Eleitoral (CAO-Eleitoral) do MP-AP atua nesse apoio aos promotores eleitorais designados para essa fiscalização, auxiliados por servidores de diversas Unidades Ministeriais.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá.
Texto: Marileia Maciel
Gerente de Comunicação: Gilvana Santos
Coordenação do Núcleo de Imprensa: Elton Tavares
E-mail: [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *