Floresta Nacional do Amapá serve de base para capacitações de agroextrativistas ribeirinhos

A Floresta Nacional do Amapá (FLONA) recebeu na sua base operacional, localizada em Ferreira Gomes (AP), no período de 13 à 22 de abril, a Associação dos Agroextrativistas Ribeirinhos do Rio Araguari-Bom Sucesso, que participou de capacitações oferecidas pela rede de Parceiros do Projeto Florestas Alimentando o Ar – FAA, que tem como objetivo macro a gestão das áreas protegidas, por meio do fortalecimento de políticas públicas que promovam o uso sustentável do capital natural, através da Assistência Técnica e Extensão Florestal (ATEF).

Os associados foram capacitados em arranjos para produção de sementes e técnicas verticais de coleta de sementes florestais nativas em copa de árvores – Acrodendrologia, que é a técnica de escalada em árvores, com o máximo de segurança, sendo importante para se evitar acidentes, visto que muitas vezes essa atividade pode ocorrer a alturas superiores a 30 metros. A técnica é usada na coleta de sementes florestais, importantíssimas para a manutenção da flora arbórea quando pensamos em reprodução de espécies e variabilidade genética.

Elma Palheta, moradora do entorno da Flona e associada da Bom Sucesso, participou das capacitações e disse que as técnicas que aprendeu serão muito importante para suas atividades. “As capacitações foram muito boas. Aprendemos bastante coisa que eu nunca imaginava que era daquele jeito. Nós estávamos colhendo as sementes de forma totalmente errada”, ressaltou a agroextrativista.

A rede de Parceiros do Projeto Florestas Alimentando o Ar – FAA conta com o apoio do Instituto Estadual de Florestas do Amapá (IEF); Instituto de Desenvolvimento Rural do Amapá (RURAP); Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SEMA); Conservação Internacional Brasil (CI Brasil); Instituto de Pesquisa e Formação Indígena – Iepé; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA); Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA); Cooperativa Agroextrativista de Produtores de Açaí da Serra do Tumucumaque (COOAPAST); Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Serra do Navio (STTR); Associação Agroextrativista dos Agricultores e Moradores do Assentamento de Serra do Navio – Renascer; Associação dos Agroextrativistas Ribeirinhos do Rio Araguari Bom Sucesso e a Empresa Japonesa Daikin Industries Ltda.

Fotos: Acervo FAA
Alessandra Lameira
Assessora de Comunicação/Mosaico da Amazônia Oriental
Contato: (96) 981197655


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *