Frases, contos e histórias do Cleomar (III Edição Especial Coronavírus)

Tenho dito aqui – desde fevereiro de 2018 – que meu amigo Cleomar Almeida é cômico no Facebook (e na vida). Ele, que é um competente engenheiro, é também a pavulagem, gentebonisse, presepada e boçalidade em pessoa, como poucos que conheço. Um maluco divertido, inteligente, gaiato, espirituoso e de bem com a vida. Dono de célebres frases como “ajeitando, todo mundo se dá bem” e do “ei!” mais conhecido dos botecos da cidade, além de inventor do “PRI” (Plano de Recuperação da Imagem), quando você tá queimado. Quem conhece, sabe.

Assim como a primeira, de março passado e segunda de maio, segue a III Edição Especial Coronavírus, cheia de disparos virtuais do nosso pávulo e hilário amigo sobre situações vividas em tempos de Covid-19 no mês de abril. Boa leitura (e risos):

Barulho no Céu de Macapá

Alguém sabe me informar se tem algum barulho marcado pra essa noite?

Boçalidade

Quero entender como esse pessoal se reconhece por aí usando máscaras, eu não reconheço ninguém, aviso logo pra não parecer boçal.

Casal

Aqui em casa quem manda sou eu (as más línguas dirão que é a Nara), portanto ela decreta, digo, eu decreto, que o isolamento continua, visitas continuam suspensas até segunda ordem, minha é claro. Gostamos de vocês, mas nesse momento, vocês aí e nos aqui, protejam-se!

Dia dos Namorados

Queria ver se tivesse dia dos namorados toda semana, até onde vocês iriam com essa melação.

Lições da Vida

Hoje minha filha, com seu próprio dinheiro, comprou uma cama nova, fibra de bambu, molas ensacadas, comprou também um cobertor novo, tudo coisa de primeira. Logo depois, ela triste veio me falar que seu celular havia pifado. Dizer o quê? Bem vinda ao mundo cruel dos adultos minha filha, onde a gente compra uma camisa, e o ladrão leva duas da corda. 😁

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *