Frases, contos e histórias do Cleomar (última Edição de 2020)

Tenho dito aqui – desde fevereiro de 2018 – que meu amigo Cleomar Almeida é cômico no Facebook (e na vida). Ele, que é um competente engenheiro, é também a pavulagem, gentebonisse, presepada e boçalidade em pessoa, como poucos que conheço. Um maluco divertido, inteligente, gaiato, espirituoso e de bem com a vida. Dono de célebres frases como “ajeitando, todo mundo se dá bem” e do “ei!” mais conhecido dos botecos da cidade, além de inventor do “PRI” (Plano de Recuperação da Imagem), quando você tá queimado. Quem conhece, sabe.

Em 2020, assim como a primeira, de março passado, a segunda de maio, a terceira em junho, a quarta em agosto, a V Edição Especial Coronavírus (agora com campanha política e apagão) em novembro, agora a última Edição deste ano, cheia de disparos virtuais do nosso pávulo e hilário amigo sobre situações vividas e legendadas por ele mesmo. Boa leitura (e risos):

Amapá para os fortes

Na encarnação passada os amapaenses moravam no Principado de Mônaco, só assim pra justificar tanta desgraça, fdc!

Patetice no supermercado

Deve ter algum aparelho que desliga o miolo das pessoas quando elas entram no supermercado. Nego não acerta andar direito, deixa carrinho atravessado no corredor, pega carrinho errado, fica parado feito poste, outros falam sozinhos. É muita patetice!

Dica

Gente, não se metam com aquela tal de Brahma Duplo Malte. Papo de amigo.

Filho

Depois que o cabra tem filho, não tem ida de menos de cem reais no supermercado.


Vacina

Se o pessoal do Sifudistão aparecer com uma vacina pra Covid eu tomo, comigo não tem dessa.

O cara que já tomou aquelas batidas de maracujá que vende na Banda, não pode jamais ter medo de vacina Chinesa.

Eleições 2020

8:00 da manhã. Já pode correr pra fazer merda e passar quatro anos reclamando. Democracia é tudo!

Política amapaense tá parecendo suruba de gente feia, creeedo!

Presta atenção, o problema de vc não ir votar é que eles vão.

Quando vejo a lista de vereadores eleitos e reeleitos, cheia de filhinhos de papai deputado e outro bando de faz nada, percebo que o macapaense gosta mesmo é de tomar no cu.

Anatomia

2020, o ano em que fiquei sem pescoço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *