Governador assina acordo salarial com Sindicato dos Servidores da Saúde do Amapá


O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, assinou nesta quinta-feira, 19, no Centro de Convenções João Batista de Azevedo Picanço, com o Sindicato dos Servidores Estaduais da Saúde (Sindesaúde) o acordo para a data-base da categoria. A proposta do governo foi aprovada, por unanimidade, nesta quarta-feira, 18, em assembleia geral ocorrida na quadra do Colégio Amapaense pelo Sindesaúde. O reajuste salarial beneficiará aproximadamente 10 mil servidores do setor.

De acordo com o presidente do Sindsaúde, Dorinaldo Malafáia, entre as propostas apresentadas pelo governo do Estado destacam-se o aumento linear de 8% sobre o salário base e o reajuste na Gratificação de Atividade em Saúde (GAS) para todos os municípios. Segundo ele, os servidores com nível médio passarão a receber pela GAS o equivalente a R$ 283,01 e os profissionais com nível superior R$ 471,00.

Malafaia enfatizou que o acordo ainda prevê o pagamento retroativo das progressões de 2010, que serão pagas a partir de agosto deste ano, parcelado em seis vezes. O presidente avaliou a negociação como positiva para a categoria, destacou a boa vontade do governo e comemorou a iniciativa do Poder Executivo, que se comprometeu em criar uma Comissão de Valorização dos Profissionais de Saúde (CVPS), até junho de 2012.

“A negociação continha 13 pontos e conseguimos avançar em 12 deles. Além do reajuste salarial, conseguimos várias reformulações em gratificações. Desde 2006, as reivindicações de nossa categoria não eram atendidas. Este acordo foi muito positivo para os servidores da saúde, que terão um poder aquisitivo mais consistente este ano”, pontuou Dorinaldo Malafáia

Para o titular da Secretaria de Estada da Saúde, Lineu Facundes, a negociação foi um processo trabalhoso, mas GEA e o Sindesaúde chegaram a um consenso, mostrando maturidade de ambas as partes. “O resultado foi positivo para os nossos servidores, bom para o sistema de Saúde e, sobretudo, para o cidadão, que é o maior beneficiário com este entendimento”, avaliou Lineu Facundes.

O governador afirmou que valorizar e motivar os servidores da Saúde é fundamental para a melhoria dos atendimentos à população. Para Camilo Capiberibe, o arranjo salarial permitirá que o trabalhador do setor receba o reajuste sem comprometer a capacidade de investimento do Estado no setor.

É conversando que nos entendemos. Conseguimos chegar um acordo coerente, evitando o risco de paralisação, o que seria muito pior. Este ano, está sendo melhor para as categorias em função das dificuldades que encontramos quando assumimos. Em 2012, estamos avançando, recuperando o que foi perdido e acreditando que nos anos que virão teremos melhores condições de atender os anseios dos nossos servidores“, ponderou Camilo Capiberibe.

Fizemos o esforço de chegar a um acordo para a categoria para, além de valorizar o cidadão, garantir um bom atendimento para a nossa população“, conclui o governador.

O reconhecimento do trabalhador

A enfermeira Wanusa Alves agradeceu os benefícios recebidos por sua categoria. A servidora crê que o entendimento foi extremante proveitoso para os trabalhadores da saúde

Para nós foi um grande avanço. Há anos a categoria não era valorizada quanto agora. A GAS, que desde que foi criada para os funcionários de nível médio, não passava de R$ 100,00. Portanto, este acordo, que elevou a gratificação para R$ 283,01, foi bom para a nossa classe. Além disso, o meu salário aumentou mais de R$ 500,00. O governo do Estado nos valorizou e estou feliz por isso“, comemorou a enfermeira.

Elton Tavares
Assessor de comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *