Governador aumenta valor do benefício para mulheres do Programa Renda para Viver Melhor


O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, assinou neste sábado, 17, no Ginásio Avertino Ramos, o Decreto que concede aumento no valor do pagamento do Programa Renda para Viver Melhor. A ação amplia o benefício de R$ 272,50 para R$ 311,00. O acréscimo vai melhorar a condição de vida das famílias em vulnerabilidade social. Ao todo, o programa atende 17.936 mulheres, sendo 1.270 parteiras, em todo o Estado.

Segundo a titular da Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social, Eloiana Cambraia, o pagamento do benefício, por meio do órgão, está em dia desde o início de 2011, quando o governador Camilo Capiberibe assumiu o governo. Ela elucida que as mulheres que recebem o benefício têm a obrigação de manter os filhos na escola e obedecer ao calendário de vacinação.

De acordo com o governador, mesmo com os problemas orçamentários do Estado, foi feito um esforço para ampliar o benefício por ser necessário investir na melhoria da qualidade de vida do cidadão. Ele lembrou que o Programa foi criado em 1996, durante a gestão do então governador João Capiberibe, como uma inovação em políticas públicas voltada para o povo.

O governador disse também que o acréscimo será pago retroativo a janeiro de 2012, incorporado aos vencimentos das beneficiárias a partir deste mês.

“Fizemos um esforço para efetuar o pagamento em dia do Renda desde que assumimos o governo. Pagaremos este aumento desde janeiro deste ano de forma retroativa, ou seja, as beneficiárias receberão, a partir do dia 29 de março de 2012, o valor do programa, mais um acréscimo. Temos dever de combater a pobreza e este é o nosso compromisso com o povo”, garantiu o governador.

Camilo Capiberibe ressaltou que, antes dele assumir o governo, seus opositores afirmaram que ele acabaria com o Programa Renda para Viver Melhor. “Quem disser que nós vamos extinguir o programa está mentindo. O programa não vai acabar, pelo contrário, está sendo fortalecido e executado de forma correta e responsável”, assinalou Camilo Capiberibe.


Dignidade

O governador enfatizou que a partir de agora as mulheres beneficiadas saem das mãos de políticos aproveitadores e ganham dignidade e respeito.

“É importante dizer que agora as mulheres recebem agora o benefício via banco, pois o cartão impede que elas sejam pressionadas em períodos eleitorais”, completou o governador.

Desde 2011, o Governo o Amapá trabalha em planejamento de várias políticas públicas que vão garantir capacitação e oportunidades de trabalho para as beneficiárias, a exemplo do convênio entre o GEA, Sindicato da Construção Civil, Fieap e Senai, está capacitando 100 mulheres beneficiárias do Renda para a construção civil.

As mulheres terão emprego garantido em obras realizadas pelo GEA. No serviço de acabamento do Conjunto Habitacional do Congós, que está em estágio avançado na primeira frente. Elas põem em prática o aprendizado com o toque feminino. As trabalhadoras passam a fazer parte da estatística do Ministério do Trabalho, que aponta o Amapá como o Estado que proporcionalmente mais emprega na construção civil no Brasil.

O agradecimento e reconhecimento popular

A dona de casa Raimunda Silva, que reside no bairro Cidade Nova I, afirmou que o acréscimo é fundamental na renda da família e agradeceu o governador pela iniciativa. “Estamos felizes pelo compromisso do governador com o povo do Amapá. Este aumento significa muito para nós”, agradeceu a beneficiária.

Elton Tavares
Assessor de comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *