Governador do Amapá participa de Encontro Franco-Brasileiro de Ciência, Tecnologia e Educação


O governador Camilo Capiberibe participou nesta quarta-feira, 21, no Centro Cultural Franco Amapaense, do I Encontro Franco-Brasileiro de Ciência, Tecnologia e Educação. O evento, organizado pela Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec), por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa (Fundação Tumucumaque), visa a articulação e integração de ações educacionais entre os dois países.

Na ocasião, o governador assinou, juntamente com o reitor de Educação da Guiana Francesa, Denis Rolland, titular da Setec, Antônio Cláudio Carvalho, presidente da Fundação Tumucumaque, Jadson Porto, reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá, Emanoel Alves de Moura, e reitor da Universidade Federal do Amapá, José Tavares, o convênio que instituiu o Conselho de Cooperação Educacional da Amazônia e Regiões Adjacentes (Educama).


O Educama

De acordo com o titular da Setec, o Educama é um convênio que proporcionará maior visibilidade nacional e internacional para a Amazônia, estimulando a participação de outros conselhos de modo a aumentar a integração em termos de cooperação por meio da divulgação dos projetos de capacitação técnica e profissionalizante.

Ele disse ainda que essa medida faz parte de uma ação estratégica para consolidar os avanços na área de formação de ensino técnico e superior entre o Amapá e a Guiana Francesa.

Para o reitor de Educação da Guiana Francesa, o Educama é fundamental para a interação educacional entre a sua nação e o Amapá. Denis Rolland agradeceu a vontade política do governador em implementar o Conselho e afirmou que pretende expandir a parceira a outros estados do Brasil.

“Estou muito feliz. Para nós, é muito importante desenvolver essa cooperação educativa. Este acordo é somente o começo, mas desejamos expandi-los para os demais estados da Amazônia e do Brasil”, crê Denis Rolland.

O reitor da Universidade Federal do Amapá (Unifap) disse estar feliz pela concretização do Educama. José Tavares afirmou que desde que assumiu a Reitoria da Universidade Federal do Amapá, em 2006, foram várias visitas e promessas para a efetivação de uma cooperação entre o Estado e Guiana, o que nunca foi executado de fato até esta data.

O governador lembrou que essa parceria, que vem sendo estudada há cerca de um ano, é fruto de sua visita a Caiena (FRA), em fevereiro do ano passado. Camilo Capiberibe pontuou que essa cooperação fomenta o desenvolvimento do Amapá.

“Estou muito feliz em assinar este acordo de cooperação, que é um instrumento para a construção de políticas públicas claras para a promoção de ciência e tecnologia. Quanto mais próximos estivermos de nossos vizinhos, mais possibilidades teremos na construção do conhecimento, desenvolvimento econômico de nossas comunidades e execução de melhorias para o Amapá e a Guiana Francesa”, ressaltou o governador Camilo Capiberibe.

Edital Franco-Brasileiro de Mobilidade Acadêmica-Guyamazon

Também no evento, foram outorgados os pesquisadores contemplados pelo Edital Franco Brasileiro de Mobilidade Acadêmica-Guyamazon, lançado pela Fundação Tumucumaque em setembro de 2011. O objetivo é o incentivo à produção de conhecimento e experiências conjuntas para o desenvolvimento de ciência, tecnologia, inovação e financiamento a pesquisa entre instituições de Ensino e Pesquisa do Amapá e da França.


Ao todo, cinco profissionais receberam certificados do governador Camilo Capiberibe. Eles terão seus projetos totalmente financiados pelo Estado, que investirá R$ 300 mil na apresentação das teses na Guiana Francesa.

“Além de dar mobilidade acadêmica, o Guyamazon é um incentivo que insere o Amapá no circuito de Ciência e Tecnologia internacional e fomentará pesquisas voltadas a inovações e promoverá a construção do conhecimento”, assinalou o presidente da Fundação Tumucumaque.

O governador afirmou que é fundamental para o desenvolvimento do Amapá o fortalecimento da Ciência e Tecnologia. Para tal, Camilo Capiberibe reafirmou seu compromisso em apoiar e estimular a pesquisa no Estado.


“O Guyamazon, onde os projetos de pesquisa serão apresentados, é uma parceria entre o Amapá e Guiana Francesa. Ou seja, pesquisadores se unirão para trabalhar em objetivos comuns, cooperando na construção do conhecimento. Isso viabiliza novas oportunidades para construirmos conhecimento e inovação tecnológica e científica. Isso é fundamental para a relação bilateral que o nosso Estado tem com a França”, avaliou o governador.

O encontro foi prestigiado pelo adido científico da Embaixada Francesa no Brasil, Henrique Bouland, o diretor Educacional de Política de Línguas, Relações Internacionais e Cooperação da França, Manuel de Lima, o cônsul francês, Jean Françoise Le Cornec, e mais uma comitiva francesa ligada ao setor educacional do país.

Também participaram do evento a presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Maranhão, Rosane Guerra, o diretor da Fundação de Amparo a Pesquisa do Amazonas, Jorge Porto, secretários de Estado, servidores públicos, imprensa e sociedade civil.

Elton Tavares
Assessor de comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

Commentários
  1. larence973

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*