Governador participa da abertura do II Seminário Construindo o Programa de Literatura do Amapá


O governador Camilo Capiberibe participou nesta sexta-feira, 16, no auditório da Escola de Administração Pública (EAP), da abertura do II Seminário “Construindo o Programa de Literatura do Amapá”. O evento, promovido pela EAP, contou com representantes da classe literária e leitores amapaenses.

De acordo com a diretora da EAP, Izabel Cambraia, o objetivo do debate é dar continuidade à formulação do Programa de Literatura para o Estado, por meio do diálogo com a classe literária e da troca de experiências. Ela disse ainda que durante o encontro será criada uma unidade que integrará as ações em prol do segmento no Estado.

Segundo o titular da Secretaria de Estado da Educação (Seed), Adalberto Ribeiro, a criação desse grupo de trabalho, com participação dos representantes da classe literária, Secretaria de Estado da Cultura (Secult), EAP e Seed, irá assessorar a todos os escritores do Amapá na construção de uma política pública para alavancar a literatura no Estado, inclusive apoiar as publicações dos autores amapaenses.

“Esse seminário é um reconhecimento do governo sobre a importância de incentivar a literatura local. Trabalharemos ações combinadas para os avanços necessários a fortalecer a identidade regional literária”, assinalou Adalberto Ribeiro.

Para a conselheira do segmento de literatura do Conselho Estadual de Cultura do Amapá, Carla Nobre, o encontro é um marco importante, já que o Estado não possui um plano de ação voltado à literatura. Ela destacou que é fundamental que as ações do setor sejam pautas dentro de um programa bem formulado, o que, na sua avaliação, possibilitará o acesso dos escritores a verbas estaduais e federais para custear a publicação de seus livros.

Carla Nobre enfatizou que o seminário também dará visibilidade para os projetos do setor em andamento e os que já foram executados no Amapá. Ela citou ainda o projeto Esquina da Literatura, que é realizado na Seed e consiste em um espaço que contém mais de 100 obras de autores da Amazônia, onde servidores ou qualquer cidadão que vá à Secretaria têm acesso aos livros.

“Até bem pouco atrás, os poetas tiveram pouco apoio institucional para publicar e distribuir as suas obras. Então, esse conjunto de ações promove a nossa literatura, difunde e fortalece a cultura amapaense”, pontuou Carla Nobre.

O secretário de Estado da Cultura, Zé Miguel, afirmou que o seminário mostra o compromisso do governador com a literatura.

“Temos um governador comprometido com a cultura e segmentos da sociedade se organizando. Essa soma de esforços, entre Estado, classe literária e formadores de opinião, possibilitará a publicações das obras de nossos autores”, avaliou Zé Miguel.

Incentivo na infância

O governador disse que foi incentivado a ler ainda criança e que durante suas viagens pelo interior do Amapá, encontrou bibliotecas comunitárias em lugares distantes. Camilo Capiberibe afirmou que o Estado trabalhará para criar uma política clara que possibilite as publicações literárias.

“Existe o desejo da sociedade pelo conhecimento e pelo acesso a publicações. A leitura foi importante para mim durante a vida toda e precisamos incentivar a prática. Acredito que cultura é fundamental para alimentar a nossa alma e entendemos que nossa literatura, escritos que retratam as nossas raízes e identidade cultural, necessita de apoio e é por isso que estamos aqui hoje, dialogando com a classe para construir um plano de ação que faça o setor avançar”, ponderou Camilo Capiberibe.

“Nossos autores não devem mais sofrer tanto para publicar suas obras, pois todos têm o direito de fazer cultura. Precisamos publicar muito mais e o governo dará apoio integral para isso”, completou o governador.

O I Seminário ocorreu em dezembro de 2011, na EAP, com a participação de 53 representantes do movimento literário do Estado que, na oportunidade, teve como objetivo realizar um diagnóstico do setor. Na ocasião, foram debatidos assuntos como democratização do acesso e fomento à leitura, desenvolvimento da economia do livro e a valorização institucional.

O encontro contou também com a presença da primeira-dama do Amapá, Cláudia Camargo Capiberibe, do presidente do Instituto de Estudos e Pesquisas do Amapá (Iepa), Augusto Oliveira, escritores, produtores culturais, livreiros, leitores, imprensa e sociedade civil.

Elton Tavares
Assessor de comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *