Governador recebe membros da Câmara de Indústrias e Comércio da Guiana Francesa


O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, recebeu, nesta terça-feira, 3, no Palácio do Setentrião, o presidente da Câmara de Indústrias e Comércio da Guiana (CCIG), Jean Paul Le Pelletier, acompanhado de uma comitiva de seis pessoas, composta de conselheiros da CCIG, empresários do Oiapoque e da Guiana Francesa (FRA).

A reunião debateu e alinhou ações parceiras para o desenvolvimento do comércio exterior, entrada e companhia que efetue o transporte aéreo entre o Amapá e Guiana Francesa, melhoria do tráfego rodoviário, fortalecimento do Turismo, implementação da Banda Larga, entre outros assuntos de interesse comum entre o Estado e o vizinho estrangeiro.

O encontro também contou com presença dos secretários de Estado dos Transportes, Sérgio La-Roque, da Receita Estadual, Jucinete Alencar, Indústria, Comércio e Mineração, José Reinaldo Picanço. Além do diretor de Promoção da Agencia de Desenvolvimento do Amapá (Adap), Carlos Henrique Schmidt e da assessora de Relações Internacionais da Adap, Carla Amorim.

Banda larga

Conforme o presidente da CCIG, a empresa Guiacom iniciou as obras para trazer a fibra ótica para o Amapá, do lado francês. Por sua vez, o governador esclareceu que o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Denit) aprovou a utilização da área de servidão da BR-156 para a construção do linhão.

Camilo Capiberibe elucidou que falta somente o aval da Fundação Nacional do Índio (Funai), para que a fibra ótica, que a empresa OI, responsável pela obra no lado brasileiro, está comprando, possa iniciar os serviços.

“Estou muito satisfeito em saber que os trabalhos iniciaram no lado francês. Pretendemos, em breve, lançar os serviços ainda no primeiro semestre de 2012. Este é um empreendimento bilateral. O investimento do Estado para disponibilizar, o quanto antes, a Banda Larga para o povo do Amapá é de 6,5 milhões de euros”, pontuou o governador.


Linha aérea Macapá/Caiena

Durante o encontro, foi acordado que o governo do Amapá e a CCIG farão um esforço em conjunto para trazer uma companhia aérea que faça a linha Macapá/Caiena. Segundo Jean Paul Le Pelletier, a Trip Linhas Aéreas Brasil está interessada em oferecer o serviço. O presidente da Câmara de Indústrias e Comércio da Guiana disse ainda que já conversou com o setor que cuida da aviação de seu governo, para agilizar a implementação do serviço.

Jean Paul Le Pelletier aproveitou o momento e convidou o governador a participar de uma reunião junto à direção da empresa. Camilo Capiberibe se comprometeu em ir, juntamente com o presidente da CCIG a Campinas (SP), onde funciona a sede da empresa, negociar a implementação do voo no trecho entre o Amapá e a cidade francesa. A data do encontro ainda será marcada.

“Quero ir para essa reunião com a Trip para que fique claro para a companhia que estamos dispostos a tomar as medidas necessárias para a entrada da empresa aérea no Amapá”, assinalou Camilo Capiberibe.

Ponte Binacional

O titular da Secretaria de Estado dos Transportes explicou ao grupo francês que o Denit, há pouco mais de um mês, passou a responsabilidade das obras de acesso da Ponte Binacional para o Governo do Amapá. Segundo o secretário, que logo que o recurso seja repassado para a execução dos serviços, o trabalho será executado.

Sérgio La-Roque disse ainda que a meta de pavimentação da BR-156 para 2012 é de 100 km até o final do ano. Desta forma, haverá uma melhoria no transporte da fronteira, já que muitos cidadãos franceses e amapaenses usam a estrada para viajar.

Importação e exportação

Entre os temas debatidos a viabilização da importação e exportação de mercadorias, após a inauguração da Ponte Binacional, é o que mais preocupa os franceses, por conta das exigências da Receita Federal brasileira, que cobra infraestrutura necessária para armazenamento de carga.

Para resolver o caso, a CCIG quer que o governo do Amapá possa adequar o modelo aduaneiro usado na cidade de Uruguaiana (RS), de gestão compartilhada, onde a cidade brasileira utiliza a estrutura argentina para o comercio entre as nações.

O governador Camilo Capiberibe pediu a Adap que trabalhe em cima da proposta e encontre a melhor maneira para a resolução do problema. Carla Amorim afirmou que a Adap já entrou em contato com a Justiça Federal e o órgão se comprometeu em analisar a melhor forma de efetivar essa medida, que deu certo no Sul do Brasil, para o Amapá.


Turismo

O governador explicou a comitiva francesa que a o Amapá é candidato a ser uma sede para treinamento para as seleções que jogarão a Copa do Mundo de 2014 em Manaus (AM), por conta do clima similar ao da capital do Amazonas.

Camilo Capiberibe propôs ao CCIG que Guiana e Amapá trabalhem conjuntamente visando o campeonato mundial de futebol e as Olimpíadas de 2016, para que as competições fomentem o turismo no Estado e no vizinho estrangeiro. A medida foi aprovada e aceita por Jean Paul Le Pelletier.

“O Ceta Ecotel e o Estádio Zerão, ambos em Macapá, foram aprovados pela Federação Internacional de Futebol (Fifa). O desafio é concluir a reforma do mesmo até junho de 2012, aí temos boas chances de sediar os treinos de uma equipe europeia”, avaliou o governador.

“Mas independente de sermos ou não sede, realizaremos uma extensa programação visando trazer os turistas, usando a Guiana Francesa como porta de entrada do Brasil, antes que eles sigam para as sedes oficiais dos jogos”, finalizou Camilo Capiberibe.

Elton Tavares
Assessor de comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *