Governo do Amapá e comunidade de Igarapé do Lago realizam programação final em louvor à Nossa Senhora da Piedade

Exaltando fé e devoção, a comunidade de Igarapé do Lago, em Santana, realiza neste fim de semana, o encerramento das festividades tradicionais em louvor à Nossa Senhora da Piedade, que teve início no dia 22 de junho. A programação, com incentivo do Governo do Amapá, terá início com alvorada, no sábado, 6, e termina com a derrubada do mastro, no domingo, 7.

O evento religioso, durante o mês de junho, contou com peregrinação da imagem da Santa, novena, folias, batuques, missa solene com promesseiros, tendo como ponto alto da programação a “Procissão da Meia Lua”, com as barcas.

A Festividade de Nossa Senhora da Piedade une cultura e religiosidade, tendo por motivação a crença na Mãe de Deus, para onde recorrem romeiros e devotos, não só para pedir, mas para agradecer as incontáveis graças alcançadas. Realizada desde 1868, a homenagem completou 154 anos, em 2024. A tradição preserva práticas muito antigas, como as novenas, esmolação, folias religiosas, procissão fluvial e os bailes populares.

O evento conta com apoio das Secretarias de Estado de Cultura (Secult), de Comunicação (Secom) e da Fundação Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Fundação Marabaixo).

“Essa é a nossa cultura, nossa tradição, fortalecida pelo apoio do Governo do Amapá. Para a comunidade, foi uma honra poder contar com todo esse suporte que garantiu a realização dos festejos em homenagem à Nossa Senhora da Piedade. Só temos a agradecer” declarou o presidente da União Folclórica do Igarapé do Lago (Ufill), Jackson Abreu.

Confira a programação de encerramento:

Sábado, 6

5h – Alvorada com queima de fogos e repique de sino;
7h – Café da manhã para os foliões;
9h – Missa solene com o padre e canto da folia;
10h – Chegada das autoridades e demais simpatizantes;
11h – Procissão da Meia-Lua;
12h30 – Almoço com autoridades, foliões e comitiva;
14h – Apresentação do batuque;
16h – Torneio de futebol;
19h – Jantar para os foliões;
21h – Baile popular;
0h – Queima de fogos.

Domingo, 7

9h – Derrubada do mastro – ato final.

Texto: Leidiane Lamarão
Foto: Gabriel Penha/GEA
Secretaria de Estado da Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *