Governo do Amapá promove formação em educação ambiental para profissionais das escolas estaduais

A Secretaria de Estado da Educação (Seed) deu início a um ciclo de formação, em comemoração aos 25 anos da Política Nacional de Educação Ambiental. A programação, que se estende até esta sexta-feira, 14, tem como objetivo reforçar o compromisso sustentável das escolas estaduais e implantar as Comissões para o Meio Ambiente e Qualidade de Vida (Com-Vida Amapá). Cerca de 100 representantes de 23 escolas estaduais participam.

A coordenadora da Educação Ambiental da Seed, Carla Nobre, destacou a importância do ciclo para a formação de professores, que atuarão como multiplicadores entre os estudantes.

“A educação ambiental é primordial para enfrentar os desafios do século 21. Estamos trabalhando com os professores para que eles sejam formadores dos estudantes. O objetivo do ciclo é conscientizar os alunos sobre a defesa do território da Amazônia e a necessidade de uma educação crítica e atuante. É preciso que todos compreendam que a educação ambiental contribui para a construção de uma sociedade mais sustentável e resiliente, evitando riscos à vida no nosso planeta”, afirmou Carla.

Atividades e projetos

O Ciclo de Formação em Educação Ambiental inclui uma série de projetos e atividades práticas. Uma das ações é o projeto “Aula com Cheiro de Floresta”, que vai promover durante o ano, vivências e intercâmbios, incluindo aulas-passeio para locais como o empreendimento Flor de Samaúma e a Aldeia do Manga em Oiapoque. Estas atividades visam proporcionar aos participantes uma experiência direta com o meio ambiente, estimulando a conscientização e o entendimento crítico sobre a preservação ambiental.

O ciclo proporcionará ainda, que os alunos trabalhem em hortas escolares e vivenciem o desenvolvimento sustentável no cotidiano das escolas, como o reaproveitamento da água e o cuidado com o paisagismo.

Uma das experiências exitosas, neste sentido, já acontece na Escola Estadual Antonio Castro Monteiro, em Macapá. Os alunos e professores da instituição de ensino criaram uma horta de temperos, legumes, plantas medicinais e ornamentais, que são usados na alimentação do corpo escolar.

No ano passado, a Seed passou a acompanhar as ações da escola, que conta com o projeto Guardiões Socioambientais Antonio Castro Monteiro, que atende todas as turmas do turno da manhã.

“Nossa instituição de ensino já vem desenvolvendo esse projeto na prática com recursos próprios dos professores e da escola. Em sala de aula, meus colegas e eu desenvolvemos esse assunto, porque acreditamos que é um assunto transversal que atravessa toda a formação do nosso estudante”, disse o professor Alcântara.

Um dos objetivos do ciclo é a implantação das Com-Vida Amapá nas escolas estaduais. Essas comissões serão responsáveis por promover ações de conscientização e práticas sustentáveis dentro das unidades escolares, reforçando a importância da educação ambiental na defesa do bioma amazônico e na prevenção de desastres ambientais.

Impacto e continuidade

O ciclo, que acontece até esta sexta-feira, 14, no auditório da Seed em Macapá, é apenas o começo de uma série de ações planejadas pelo Governo do Amapá para fortalecer a educação ambiental no estado.

“O ciclo é uma oportunidade para que os professores se prepararem para levar adiante a missão de educar nossos estudantes sobre a importância do meio ambiente”, concluiu Carla Nobre.

Texto: André Silva
Foto: Lidiane Lima/Seed
Secretaria de Estado da Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *