Governo do Amapá reinaugura Escola indígena Aramirã

Foto: Márcia do Carmo. 
O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, reinaugurou, nesta segunda-feira, 19, no município de Pedra Branca do Amapari, a Escola Indígena Estadual Aramirã. A obra está orçada em R$ 160 mil e os recursos são oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). A ação foi executada por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seed), com a colaboração da Secretaria Extraordinária dos Povos Indígenas (Sepi).

A Escola do Aramirã atende cerca 100 alunos Waiãpi, sendo 65 do modular indígena e os demais são da matriz própria. A instituição possui três salas de aula com capacidade para 35 alunos, refeitório, cozinha, secretaria, diretoria, sala de professores, dois banheiros para alunos, alojamentos, cozinha interna e área de serviço. O valor inicial da obra era de R$ 128 mil, mas recebeu um aditivo de 25%, onde foram gastos mais R$ 32 mil para o término dos serviços.

De acordo com o titular da Seed, José Maria Lobato, a obra estava com pagamentos da construtora atrasados, mas com o apoio do governador, os pagamentos foram regularizados e os serviços concluídos.

O secretário disse que o estado das instalações era precário, porém, mesmo com poucos recursos, o governador Camilo Capiberibe assumiu o compromisso de reformar e reestruturar a escola, onde os alunos ficam por 31 dias letivos.

O titular da Seed afirmou também que, com o apoio do governo estadual, ainda serão construídas mais instituições de ensino nas aldeias de Oiapoque e do Parque do Tumucumaque.

A instituição passou por uma reforma geral, que contou com serviços hidrosanitários e elétricos. O piso, telhado e pintura foram refeitos. Além dessas benfeitorias, construímos uma cozinha para a escola, pois antes a merenda dos alunos era feita debaixo das árvores. Isso mostra o compromisso do governador com a comunidade indígena do Aramirã”, disse José Maria Lobato.

Segundo o governador, a revitalização da escola é fruto da gestão com responsabilidade implementada no seu governo. Camilo Capiberibe disse também que com trabalho sério e vontade política é possível promover o avanço na Educação e em outros setores importantes para o desenvolvimento do Amapá.

Fico feliz em entregar esta escola hoje. Foi um pedido feito pelas lideranças indígenas durante uma reunião que aconteceu no dia 19 de abril de 2011, no Palácio do Setentrião. Também estou contente em saber que a comunidade indígena dá importância à Educação”, disse Camilo Capiberibe.

Educação básica e preservação da identidade indígena

De acordo com o coordenador de Educação Específica da Seed, Jean Paulo Gomes, os professores que lecionam na instituição são da própria aldeia. Ele explicou que a Escola do Aramirã possui ensino diferenciado, que educa as crianças indígenas em sua língua de origem.

Segundo o governador, a revitalização da escola é fruto da gestão com responsabilidade implementada no seu governo. Na instituição, que atende alunos de cinco aldeias indígenas da redondeza, também são lecionados os conhecimentos convencionais, na Língua Portuguesa.  Uma metodologia denominada Proposta Curricular Educacional Waiãpi, específica para este público.

Para o governador, é fundamental que este modelo de educação indígena seja aprofundado.

“Parabéns à comunidade Waiãpi, que agora tem um espaço adequado para que seus jovens possam aprender com dignidade, autonomia no campo do conhecimento e com sua identidade preservada”, ressaltou o governador.
                                                                    Foto: Márcia do Carmo.       

Agradecimento indígena

O presidente do Conselho das Aldeias Waiãpi, Raiaruá Waiãpi, falou em nome da comunidade e agradeceu ao governador Camilo Capiberibe pela escola revitalizada. “A atitude política do governador em reformar a Escola Aramirã é muito importante para nós. A educação é a base para tudo e este apoio ajudará nosso povo a trabalhar um futuro melhor. Muito obrigado governador!”, disse Raiaruá Waiãpi.

A reinauguração contou com a presença da prefeita de Pedra Branca do Amapari, Socorro Pelaes, de lideranças indígenas da região, do chefe do Gabinete Civil do Governo do Amapá, Kelson Vaz, da secretária Municipal de Educação, Raquel Capiberibe, servidores da Seed, do coordenador da Fundação Nacional do Índio no Amapá (Funai/AP), Frederico Miranda, além de centenas de índios de várias etnias e tribos.

Visita à mineradora

Ainda em Pedra Branca, o governador do Amapá visitou as instalações da empresa Beadell Brasil Ltda, que explora minério no município. Durante sua estada nas instalações da mineradora, Camilo Capiberibe assistiu a uma apresentação da direção do empreendimento sobre suas atividades na localidade. O objetivo da visita foi tomar conhecimento sobre o funcionamento da mineradora e investimentos da empresa na região.

Elton Tavares
Assessor de comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*