Gravação será hoje: Banzeiro do Brilho-de-fogo ilustra documentário de produtora francesa


Projeto Banzeiro do Brilho-de-fogo será destaque em documentário sobre a ilha de Marajó, intitulado Delta do Amazonas, com a presença de batuqueiros, mulheres do Cordão das Açucenas, e a crianças do Jardim do Banzeiro. A produção é franco-alemã, realizada pela produtora francesa, localizada em Strasburgo, Apollofilm, que está produzindo uma série de documentários sobre deltas, e apresenta nesta edição o filme sobre o Delta do Amazonas, nome do documentário, formado pelos rios Amazonas e Tocantins. A gravação será hoje (23), a partir das 16h, na praça Floriano Peixoto.

A proposta da Apollofilm é produzir documentários em cinco continentes diferentes para explorar os ecossistemas particulares das regiões deltas dos grandes rios do planeta, com paisagens, flora e fauna ricos, focando a responsabilidade humana com o meio ambiente, mostrando o que está avançando na ciência para preservação destas regiões. O formato do documentário é padrão europeu, com 52 minutos, e será transmitido no canal Arte. Nesta edição da série o foco é a ilha do Marajó, a maior ilha fluviomarinha do mundo, cercada pelos dois principais rios deste delta, e ainda pelo oceano e rio Pará, que o liga à bacia de Tocantins.

Por ser o Amapá integrante da geografia do Delta do Amazonas, a produção do documentário irá incluir o estado no contexto de forma poética e musical, ilustrando a influência africana na cultura tucuju que deixou como memória o tradicional marabaixo, ritmo trabalhado no projeto Banzeiro. “Vimos os ensaios dos batuqueiros do Banzeiro e a sincronia de movimentos e ritmos define perfeitamente o movimento das marés no Delta do Amazonas, por isso fizemos o convite para que seja registrado uma apresentação dos integrantes”, explicou Paulo Munhoz, da produção do filme.

O Banzeiro do Brilho-de-Fogo é um projeto de cunho cultural e social, pensado por artistas e produtores culturais, que começou a ser executado em 2013, oferecendo oficinas gratuitas de produção de adereços, instrumentos e oficinas de iniciação musical para tocadores de caixas de marabaixo. Banzeiro é o movimento das marés quando passa uma embarcação e vem aos poucos perdendo força até chegar nas margens dos rios da Amazônia. Atualmente cerca de 400 pessoas integram o projeto, entre batuqueiros, mulheres que fazem parte do Cordão das Açucenas e crianças do Jardim do Banzeiro.

Mariléia Maciel
Assessoria de Comunicação – Projeto Banzeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *