Grupo Equatorial lança plano de investimentos para o município de Santana

O Grupo Equatorial no Amapá lançou na segunda-feira (27) um plano de investimentos para o município de Santana com obras de melhorias de grande porte, voltadas para o sistema de abastecimento de água e fornecimento de energia elétrica para a cidade. São mais de R$ 28 milhões que serão executados pela Concessionária de Saneamento do Amapá (CSA) e mais R$ 24 milhões destinados para as obras da CEA Equatorial.

Operações de água

As obras contempladas pelo pacote da CSA já iniciaram e sua execução atua em diversas frentes na cidade. O sistema que atende aos bairros Paraíso e Fonte Nova receberá um novo reservatório com suporte para 2 milhões de litros de água para reduzir as demandas de intermitências na comunidade.

Na região central, onde se concentram a maior parte dos clientes, a rede ganhará nova capacidade e segurança operacional com os investimentos com a construção da nova unidade de captação de água e a modernização do sistema de tratamento, além da reestruturação da Estação de Tratamento de Água (ETA). Serão mais de 25 mil famílias beneficiadas.

Também serão reforçadas as equipes em campo para os serviços de ampliação de rede de distribuição que levará mais água tratada para as famílias santanenses. Ao todo, serão R$28.354.000 de recursos destinados para esta fase do pacote de operações de água na cidade.

“Santana esperou muitos anos por este investimento em água e nós acreditamos que a mudança que a população espera com a chegada da água tratada agora vai acontecer. Esse é um compromisso que já alinhamos com a empresa”, disse o prefeito Bala Rocha em seu discurso.

Mais energia

A CEA Equatorial também executará obras para melhoria no sistema de fornecimento de energia elétrica. Uma nova subestação será construída no bairro Novo Horizonte, nomeada de Forte Cumaú, em homenagem ao forte fundado na foz do Igarapé da Fortaleza em meados de 1630 para proteção da região.

“Desde que o Grupo Equatorial entrou no Amapá, pelo modelo de concessão que hoje é referência em todo o Brasil, muitos são os avanços que contabilizamos. Investimentos que são importantes para o desenvolvimento do estado, como os que anunciamos hoje juntos, que alcançam que mais precisa de água e energia neste município”, destacou o senador Davi Alcolumbre.

Para a obra de energia, serão implantados 2 transformadores de força de 20/26,5 MVA, com 5 alimentadores e 6 km de linha da Subestação Santana, que se interligará à nova subestação Forte Cumaú. A estrutura aumenta a potência instalada da região de Santana em 53 MVA. Isso representa um aumento de 32% na distribuição de energia. A obra vai impactar todo o município, proporcionando um fornecimento de energia de qualidade na região. O investimento é de mais de R$ 24.324.972,81 milhões e é parte do conjunto de ações para a melhoria do serviço à população amapaense.

Atendimento

Para levar mais conforto e inovação no processo de atendimento aos clientes, uma nova agência está em construção. Suas obras seguem o padrão do Grupo Equatorial e incluem a instalação de uma agência virtual, além de garantir um espaço novo e moderno em sua estrutura. O investimento é de R$ 875.345,34.

“O Grupo Equatorial representa desenvolvimento no estado nesses pouco mais de dois anos de atuação. Não só com energia e água, mas com a economia que fomenta a partir da contratação de mais de 3.500 colaboradores e o compromisso diário em transformar os serviços que receberam com a concessão. Nós acompanhamos com satisfação esse processo.

A solenidade aconteceu na sede da Estação de Tratamento de Água de Santana, na região central da cidade, e reuniu a equipe operacional das duas empresas do grupo, autoridades políticas, lideranças e a comunidade do município.

“São cerca de R$52 milhões destinados para estas obras estruturantes e um cronograma de entregas que será concluído este ano. Estes são anúncios muito importantes para os santanenses e para nossas equipes, que abraçaram a missão de mudar a realidade que assumimos. Seguimos com novas frentes, em todos os municípios”, concluiu Augusto Dantas, presidente do Grupo Equatorial no Amapá.

Marcelle Nunes
Assessoria de comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *