Grupo Raízes do Bolão representa Amapá no Sonora Brasil


O Sonora Brasil é uma ação de circulação nacional que no mês de setembro chega com a 2ª etapa de apresentações em Alagoas, desta vez trazendo o Grupo Raízes do Bolão com o marabaixo e o batuque do estado do Amapá, localizado na região norte do País. As apresentações acontecem nos dias 08 e 09 de setembro, em Arapiraca e Maceió. Entrada franca.

O principal objetivo do projeto é promover a formação de Ouvintes Musicais com programações identificadas com a história da música no Brasil. Além de despertar no público um olhar crítico sobre a produção e sobre os mecanismos de difusão de música no país, incentivando novas práticas e novos hábitos de apreciação musical, promovendo apresentações de caráter essencialmente acústico, que valorizam a pureza do som e a qualidade das obras e de seus intérpretes.

Em sua 16ª edição, o Sonora Brasil apresenta Tambores e Batuques, Edino Krieger e as Bienais de Música Brasileira Contemporânea, temas que circularão pelo país em 2013 e 2014, com a participação de oito grupos musicais.

Em 2013, Tambores e Batuques circula pelos estados das regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste, enquanto Edino Krieger e as Bienais de Música Brasileira Contemporânea segue pelos estados das regiões Sul e Sudeste. Em 2014, os grupos trocam de circuito, permitindo que os temas circulem por todo o país.

SOBRE OS TAMBORES E BATUQUES

Apresenta manifestações da tradição oral presentes em comunidades quilombolas que têm o tambor como um elemento fundamental e, em alguns casos, sagrado. Os grupos circularão utilizando instrumentos fabricados artesanalmente, de acordo com as tradições de suas comunidades, apresentando repertório de cânticos que aludem a fatos da vida social, ao trabalho e às crenças religiosas.

SOBRE O GRUPO RAÍZES DO BOLÃO

Música e dança típicas do Amapá, o marabaixo é muito valorizado pela população do estado e reconhecido em sua identidade local. Está associado a festividades da igreja católica em louvor a diversos santos como Santo Expedito, São Tiago e São José e remete a tradições seculares que tiveram origem nos quilombos da região.

O grupo Raízes do Bolão vive no quilombo do Curiaú, área rural da cidade de Macapá, onde mantém a tradição de cantar os ladrões (cânticos) que falam de situações diversas do cotidiano e de temas religiosos. Dona Chiquinha, matriarca do quilombo, aos 92 anos participa ativamente das festas e é referência para todos, detentora de conhecimentos que ajudaram o grupo a recuperar histórias e cânticos do passado.

Utiliza os tambores de marabaixo fabricados pelo Mestre Pedro, e também apresenta os batuques (bandaias) tocados em tambores cavados em tronco de árvore e em pandeirões que remetem a influências da cultura moura. Integram o grupo os tocadores e cantadeiras Mestre Pedro, Diego Santos, Manoel dos Santos, José Antônio, Esmeraldina dos Santos, Davina dos Santos, Carmem Andreia e Siula da Fonseca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *