Há 43 anos, Paul McCartney anunciava o fim dos Beatles


Há 42 anos, em 10 de abril de 1970, Paul McCartney concedeu uma entrevista ao jornal Dayly Mirror para divulgar o seu primeiro trabalho solo, McCartney (1970) e aproveitou a ocasião para anunciar oficialmente o final dos Beatles. 

Durante a entrevista, McCartney disse que não tinha planos de lançar outro disco com os Beatles ou escrever músicas com John Lennon novamente.

Os boatos sobre o fim da banda já circulavam desde o pré-lançamento do disco Abbey Road, um ano antes, mas mesmo assim o ex-Beatle deixou John Lennon, Ringo Star  e George Harrison descontentes, por ter antecipado a notícia sem o consentimento dos demais.

Na verdade, Paul disse que se reuniu com os outros membros dos Beatles um mês antes, e que Jonh lhes havia dito que estava deixando a banda. 

“Eu fui acusado de não pensar nas coisas o bastante. Quando fico entusiasmado, digo coisas que estou com vontade. Acho ótimo você fazer as coisas que quer. Ocasionalmente, falar demais pode criar dificuldades, porque você não pensa nas implicações. E eu não tinha pensado sobre as implicações. Eu estava apenas apresentado um álbum e algumas coisas que eu gostava.”, disse Paul. 

“É mais fácil, pensando em uma retrospectiva, olhar para trás e dizer que eu estava fazendo algo que estabeleceu as regras básicas para as pessoas seguirem. Hoje, uma enorme quantidade de discos são feitos assim, com pessoas gravando em seus quartos ou em suas garagens, tudo porque os equipamentos são melhores. Então, eu estava realmente lançando uma tendência, sem mesmo ter consciência ou intenção”, avaliou McCartney

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *