‘Hip Hop Sem Fronteiras’ acontece neste sábado, em Fazendinha

O Festival ‘Hip Hop Sem Fronteiras’ entra na sua 11ª edição e este ano estará sendo realizado no CetaEcotel, no distrito de Fazendinha, a partir das 15h deste sábado (8). Segundo um dos organizadores do evento, Guinho B.boy, do projeto Macapá Break, o evento reunirá dezenas de competidores ‘B. Boys’ do Amapá, Suriname, Guiana Francesa e São Paulo. Cada participante será avaliado individualmente de acordo com sua apresentação. Haverá troféus, brindes e uma quantia em dinheiro para os primeiros colocados da batalha.

O festival atua em espaços destinados à produção, difusão e consumo de bens, produtos e serviços culturais no Amapá. “É neste sentido que o evento Hip Hop Sem Fronteiras vem trabalhando, com uma identidade própria de levar aos jovens do segmento momentos de entretenimento, cultura e lazer, prevenindo que eles migrem para o mundo das drogas e do crime. por isso temos uma parceria com a igreja Quadrangular, que tem sido fundamental nesse processo de prevenção e recuperação de jovens, por meio do pastor Orivaldo”, declarou em entrevista à rádio Diário nesta sexta-feira (7).

“O projeto surgiu com a finalidade de descobrir novos talentos e difundir essa manifestação cultural no Amapá, contribuir com a redução do índice de violência, favorecendo o intercâmbio cultural entre as comunidades amapaenses, estados do Norte, Nordeste e países vizinhos”, complementou.

A primeira edição, realizada em julho de 2006, deu o grande salto para a revelação de categorias no movimento estadual: grupos de dança de rua (b.boy), grafiteiros, DJs e MCs. A partir daí foi aberto um canal de comunicação entre os grupos, que se organizam anualmente para dar o melhor de si na competição. Este ano conta uma banca de jurados altamente técnica, com a participação do renomado b.boy Dizzi (do Suriname) e b.boys da Guiana Francesa como Laurent Bosse, b.girl Mamie , b.boy Buim, e b.boy Driks “A discotecagem vai ficar por conta do Dj Líder. O grafiteiro Claudio Santos fará uma exposição de grafite ao vivo. As inscrições também poderão ser realizadas minutos antes da abertura do evento que terá um show de rap.

Fonte: Diário do Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *