Hoje: Banda Negro de Nós faz show no Projeto MPA

04-12-15-sescanta-2015-alessandra-leite-212

Isso é Negro de Nós. 17 anos de história, 11 CDs e 01 DVD gravados. Sempre exigentes com a qualidade de suas canções, os componentes não abrem mão de acrescentar a elas seu “tempero”, fazendo com que tudo o que é gravado por essa banda, acabe ficando com a “cara e o jeito Negro de Nós de ser”.

No início do século XXI, nossos Batuques e Marabaixos, com seus tradicionais amassadores, macacos e caixas, começaram a servir de base para combinações musicais diferentes, com outras sonoridades, porém sem perder a essência. Isso tornou ainda mais interessante e prazeroso dançar embalado pelo soar dos tambores do Amapá. Zouks e cacicós advindos de nossa proximidade com a Guiana Francesa e Caribe, encaixaram-se “como uma luva” nesses experimentos, tornando ainda mais dançantes os ritmos genuinamente amapaenses.

Nesse novo momento de miscelânea de ritmos e experimentações sonoras, surge a banda Negro de Nós.

A banda Negro de Nós traz em sua essência musical o Zouk e o Cacicó (ritmos afro-caribenhos) que mesclados ao Marabaixo e Batuque (ritmos afro-amapaenses) dão origem a um swing musical peculiar e inédito na Música Popular Brasileira.

12341065_1005922499464671_1906860131119496007_n

Em 1999, o grupo lançou seu primeiro CD, intitulado “Negro de Nós”, que logo ganhou notoriedade em todo o Amapá, pois trouxe um estilo totalmente fora dos parâmetros que se concebia por “Música Popular Amapaense”. Após grande sucesso com o lançamento do primeiro CD, o grupo foi reconhecido por conceber um estilo musical diferenciado, o que frutificou. Foi contratado e teve seu trabalho editado pela gravadora alemã Ganzer & Hanke. Esse contrato fez com que o CD denominado “Festejo” (remake do1º CD da banda) fosse distribuído por todo continente europeu, Japão e Estados Unidos.

O segundo CD também foi muito festejado pelo público e crítica. Sob o título “Zouk Love”, rendeu à banda a assinatura com a gravadora paulista “Atração Fonográfica”, o que fez este trabalho ser distribuído nacionalmente. A banda Negro de Nós gravou ainda canções que embalaram as rádios paraenses, manauaras e guianenses, fazendo com que o grupo fosse reconhecido regional e internacionalmente.

Em 2006, realizou uma turnê no estado de São Paulo, alcançando grande sucesso com o advento do Zouk naquele estado, que até hoje aguarda o retorno do grupo, consagrado pelos paulistas como a melhor banda de Zouk do Brasil.

nota1-1544

O show da banda Negro de Nós, no Projeto MPA (Música Popular Amapaense), acontece nesta sexta, 23, no bar “O Barril” (esquina da av: Procópio Rola com a rua Hamilton Silva – Centro), às 21h. Os artistas convidados para dividir o palco com a banda são: Chermont Júnior, Brenda Melo, Paulinho Bastos e Rambolde Campos. Informações: 98136-3000 e 99124-6737.

Fonte: Diário do Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *