Hoje é Dia/Noite de São João!


Nunca gostei de festas juninas. Gosto de algumas comidas típicas do período, assim como adorava as bombas. Na época de moleque, eu era obrigado a dançar quadrilha. Aí ficava mais puto ainda com o mês de junho. Na foto, com meu irmão caçula, Emerson Tavares, tava alegre por ter acabado a tortura infantil do “taran ran ran, taran ran ran”, taqueparéu! 

Hoje em dia, até vou, mas só se for a trabalho, para cobrir o evento. E só. Sobre a data, encontrei isso aí: 

Na Europa antiga, bem antes do descobrimento do Brasil, já aconteciam festas populares durante o solstício de verão, as quais marcavam o início da colheita. Nelas, ofereciam-se comidas, bebidas e animais aos vários deuses em que o povo acreditava. Um deles era Juno, esposa de Júpiter, que era considerada a deusa da fecundida. Nessas festas, chamadas “junônias”, as pessoas dançavam e faziam fogueiras para espantar os maus espíritos.

As celebrações pagãs coincidiam com a festa em que a Igreja Católica comemorava a data do nascimento de São João, um anunciador da vinda de Cristo. Como o catolicismo ganhava cada vez mais adeptos, nesses festejos acabou se homenageando também São João. É por isso que no início as festas eram chamadas de joaninas, e os primeiros países a comemorá-las foram França, Itália, Espanha e Portugal. 

Os jesuítas portugueses trouxeram os festejos joaninos para o Brasil. As festas de Santo Antônio e de São Pedro só começaram a ser comemoradas mais tarde, mas como também aconteciam em junho, passaram a ser chamadas de juninas. O curioso é que, antes da chegada dos colonizadores, os índios realizavam festejos relacionados à agricultura no mesmo período. Os rituais tinham canto, dança e comida.

Bom, São João possui o título de “santo festeiro”, por isso, no dia 24 de junho, dia do seu nascimento, as festas são recheadas de muita dança. Hoje a noite, nas cidades nordestinas onde a tradição é mais forte, fervem ao som do forró. Ainda bem que estou aqui, bem longe. 

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *