Hoje é o Dia das Bruxas. E como diz o ditado espanhol: “yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay” (eu não acredito em bruxas, mas que elas existem, existem).


O Dia das Bruxas (Halloween é o nome original na língua inglesa) é um evento tradicional e cultural, que ocorre basicamente em países anglo-saxônicos, mas com especial relevância nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido, tendo como base e origem as celebrações dos antigos povos.

Twitter Photo Challenge #TwPhCh Challenge #26: Halloween Halloween is not a big phenomenon in Norway, but it's slowly getting bigger. The first image that popped into my mind when thinking of Halloween was of course Jack O' Lantern. I can see from the pool that I'm not the only one with that particular idea :-). Here's Jack and his three kids. You can see that some of them are more mischievous than others. :-) Technical details Shot on a tripod in dark room with Toby's Canon 50mm f/1.4. Manual exposure, 15 seconds at f/13 and ISO 100. The pumpkins have tea candles inside. The outline of the pumpkins and red light comes from a red LED light I placed behind the large pumpkin. Very little post-processing was done on this, only slight cropping and recovery to get back some detail in the highlights.

Portanto, feliz Dia das Bruxas a todos que não distinguem um bom profissional de um reles “puxa-saco”. Feliz Dia das Bruxas aos amigos de ocasião, aos interesseiros e duas caras. Feliz Dia das Bruxas aos que não fazem nada além de sacanear os outros. Feliz Dia das Bruxas aos para os que não são fofoqueiros, soberbos, recalcados, invejosos e metidos a merda.

download-1

Ou seja, a todos que não são Bruxas vorazes do nosso cotidiano. E existem tantas bruxas e bruxos especialistas em escrotidão. Nestes casos, eu sou a favor de uma inquisição, nada santa, claro. Assim, eles (ou elas) parariam de fazer tantas crueldades para atormentar a vida da gente. Afinal, queimar pessoas de mau caráter é tentador, não?

Agora prestem atenção, nem toda bruxa é má. Conheço algumas boas. Não que eu cultue a “Wicca”, uma seita moderna pagã baseada em bruxaria que apareceu na Inglaterra na primeira metade do século XX, mas é que há bruxarias e bruxarias. Nem todas são fadas más. Eu mesmo conheço algumas de bom coração. Mas também umas três bem malvadas.

A verdade é que a maioria de nós é movido por crenças, dogmas e superstições diariamente. E como diz o ditado espanhol: “yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay” (eu não acredito em bruxas, mas que elas existem, existem).

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *