Hoje é o Dia do Radialista e do Rádio

Hoje é o Dia do Radialista e do Rádio. A data é celebrada pelo motivo que, em 21 de setembro de 1906, aconteceu a primeira transmissão radiofônica no mundo, pelo canadense Reginald Dennis. O conceito para este tipo de profissional diz que ele é habilitado para trabalhar com diversos nichos dentro de uma produção radiofônica.

Essa modalidade de comunicação não é para qualquer um. O radialista faz locução, apresentação, sonoplastia, produção de programas, direção e outras atividades. É preciso ter talento e responsabilidade, além de boa voz, claro.

O radialista não transmite apenas notícias, mas sim informações repletas de sentimentos humanos, pessoas que se tornam próximas de uma maneira nada convencional.

Conheço e respeito muitos radialistas. Meu falecido amigo, Leonai Garcia, era doido pra me levar para o rádio. Nunca topei. Há uns sete anos, o renomado Humberto Moreira me perguntou se eu não queria fazer uma experiência na área, também agradeci e disse que meu negócio são os bastidores e redações mesmo. Um dia, quem sabe. É que gosto mesmo é de escrever.

Também dizem que o dia correto é 7 de novembro, mas a primeira considero a de hoje mesmo.

Portanto, parabenizo e agradeço, em nome das minhas queridas amigas Gilvana Santos (que em tempos de não pandemia, faz rádio no semanal Programa MP + Perto ) e Ana Girlene (MP + Perto e Café com Notícias) a todos os radialistas do Amapá. Sem eles, o nosso trabalho nas assessorias seria inviável. Sobretudo aos amigos, que são muitos. Palmas para vocês!

Elton Tavares

  • Avatar

    Obrigada, mano. Rádio foi minha primeira paixão na área da Comunicação e pretendo sempre manter essa prática. Parabéns aos colegas radialistas do Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *