Hoje é o Dia do Fotógrafo (minha homenagem aos amigos)

36495_404440922968301_321641566_n

Hoje (8) é comemorado o Dia do Fotógrafo. Acredita-se que a data é relembrada no Brasil por conta da chegada do daguerreótipo, vindo de Paris (FRA). Segundo um artigo publicado na Revista de História da Biblioteca Nacional, o aparelho de Louis Jacques Daguerre embarcou na madrugada de 25 de setembro de 1839, chegando à América do Sul em 8 de janeiro de 1840.

O fotógrafo, de acordo com o conceito da palavra, “é um profissional que elabora fotografias estáticas ou dinâmicas. Eles atuam em áreas diversas como fotografia de filmes, fotojornalismo, fotografia de publicidade, fotografia de natureza, fotografia de moda, aerofotografia, fotografia subaquática, fotografia documental, fotografia de guerra e fotografia panorâmica”.

Até aí, nenhuma novidade. Mas o lance que diferencia um fotógrafo de um reles apertador de botão é a sensibilidade, o olhar, o talento de capturar imagens. Os verdadeiros fotógrafos sacam os elementos necessários para obter uma boa foto. Por exemplo, eles percebem que tipo de luz, qual ângulo e tantos outros elementos para seus registros. É preciso muito estudo e conhecimento para se tornar grande nesta área.

Existem meros apertadores botão, como eu, que registram imagens pelo simples prazer de congelar momentos ou meramente gostar de fotografia. Mas este post é uma homenagem aos fotógrafos de verdade, os profissionais.fotografo

Sabem aquela famosa frase: “Uma imagem vale mais do que mil palavras”? Pois é, tem muita gente que faz fotos que não precisam de um grande texto ou legenda. Admiro quem é capaz de fazer fotografias deste tipo.

Já trabalhei com muitos fotógrafos, a maioria deles muito bons e uma minoria nem tanto. Admiro muitos deles. Alguns pelo talento, outros pelo profissionalismo e aqueles que são grandes amigos.

Portanto, hoje homenageio estes profissionais, que às vezes não são reconhecidos, mas que são fundamentais para o jornalismo. Minhas homenagens aos repórteres fotográficos e aos fotojornalistas que fazem fotos com maestria, muitas das vezes colocando poesia em pixels.

É por meio das lentes desse profissional que conseguimos ver o que acontece em nossa cidade, país e mundo. Eu particularmente, me encanto com uma bela foto, seja artística ou jornalística.papa

Meus parabéns vão principalmente aos amigos, Maksuel Martins, Aog Rocha, Adson Rodrigues, Bernadeth Farias, Plácido Assis, Regi Cavaleiro, Alexandre Brito, Jorge Junior, Sal Lima (o retratista mais doido e brother que conheço), Alex Silveira, Toninho Junior (Javali) Kitt Nascimento, Mariléia Maciel, Chico Terra, Camila Karina, Max Renê, Nayana Magalhães, Gabriel Penha, Alcinéa Cavalcante, Erich Matias, Floriano Lima, Raimundo Fonseca, Juvenal Canto, Nicole Cavalcante, Luciana Macedo, Cíntia Souza, Ewerton França e Márcia do Carmo (a fotógrafa mais boçal do Amapá).

Desejo a todos estes amigos o melhor ângulo, a câmera mais porrada, a melhor imagem e, é claro, ainda mais sucesso.

Ah, é preciso citar o velho fotógrafo Antônio Sena, o nosso querido “Paparazzi”, que foi fotografar no céu, há dois anos. Papa, “in memoriam”, que fique registrado, onde estiveres, você é brother!

“A fotografia, cujos progressos são imensos e que está, a nosso ver, mui bem classificada entre os materiais das artes liberais, fala aos olhos e detém cativa os curiosos fatigados” – Eça de Queirós.

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *