Hoje é o Dia Internacional do Livro – É preciso ler para ser!

livro

Gosto de ler. Mas não li nem metade dos livros que gostaria. Também gosto de escrever, claro, senão não teria escolhido ser jornalista. Hoje (23) é o Dia do Livro. Amo livros. Apesar de, às vezes, passar por momentos de “letargia literária”. Ou se917p8XYKs-L._SL500_AA300_ja, tempos sem ler. Aliás, nas últimas duas semanas li todos o que estavam pendentes.

De volta a data, ela foi escolhida na Espanha, em 23 de abril de 1930, por conta do falecimento do escritor espanhol Miguel de Cervantes, em 1.616. (anteriormente era celebrado em 7 de outubro, por causa do nascimento do referido autor).

Em 1996, a UNESCO instituiu 23 de abril como o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, em virtude de 23 de abril se assinalar o falecimento de outros escritores, como Josep Pla, escritor catalão, e William Shakespeare, dramaturgo inglês.

Quem sabe um dia eu escreva um livro. Confesso que é um velho sonho. Mas, por enquanto, vou postando meus pontos de vista e devaneios neste espaço mesmo. Quem sabe uma copilação desses mesmo textos, só o futuro dirá.

thConheço gente que só leu o Pequeno Príncipe, isso pra ser miss caipira no colégio ou algo assim. Ainda tem aqueles que leram um só livro (Crime e Castigo lidera na preferência dos pseudo-safos, mas após a morte de Gabriel Garcia Marques, Cem Anos de Solidão tá na moda dos mentirosos) e querem discutir Literatura em mesas de bar.

Conheço muita gente que lê bastante, admiro isso. Aos amigos, leitores e alguns colegas jornalistas (que não leem nem bula de remédio), vos digo: leiam. A velha máxima de “ler para ser” é imbatível e atemporal.

Sempre vivi no mundo de ação e de mentira, e eu penso sinceramente que o escritor não tem que dar colher de chá para o sobrenatural. Tampouco para a realidade.” – Marcelo Mirisola, em seu livro “Charque”.

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *