Hoje é o Dia Internacional do Riso

Esse pessoal inventa cada coisa, inclusive dias comemorativos, se é que se pode chamá-los assim. E este site possui uma sessão “datas curiosas”. Bom, hoje, 18 de janeiro, é Dia Internacional do Riso. De acordo com o que li, a data visa chamar a atenção para a importância de rir. Segundo o artigo, pesquisadores já comprovaram, inclusive, que sorrir é fundamental para a saúde: reduz o estresse, a ansiedade, contribui para a circulação sanguínea, fortalece a imunidade, melhora o funcionamento do cérebro e garante longevidade. Quando damos risada, nosso cérebro libera serotonina e endorfina, hormônios responsáveis por gerar sensações de bem-estar, prazer e alegria. Além disso, esse hábito pode trazer diversos benefícios sociais.

Pois bem. Gosto de gente inteligente, alegre, bem humorada, engraçada e de alto astral. Nunca acordo mordido; se fico puto por algum motivo, dou risada após revolver o problema. Já disse tantas vezes: a gente ainda vai rir disso. E, assim foi. Rir durante o dia faz com que você durma melhor à noite. A Monalisa não tem sobrancelhas e mesmo assim vive com aquele sorriso maroto. Rir aproxima e estreita laços. Também cria oportunidades e abre portas.

Dou risada quando escrevo um bom texto, quando um safado se ferra, quando vou ao bar com amigos ou em reuniões familiares. Rio quando pessoas interessantes dizem que leem este site e elogiam algum texto. Até quando me fodo, dou risada, afinal, rir é melhor que chorar, sempre.

Já diz o jornalista da Folha de São Paulo, José Simão: “o Brasil é o país da piada pronta. Rimos dos fatos que deveriam nos chocar, de tão corriqueiros”. Mas, lembrem-se das palavras de Vítor Hugo: “e que você descubra que rir é bom, mas que rir de tudo é desespero”.

Como disse o amigo ator/palhaço/jornalista, Dan Alves: “somos palhaços porque estamos há um tempão tentando maquiar nossas imperfeições com o riso. Felizes aqueles que têm uma piada na ponta da língua, que dramatizam situações engraçadas para os amigos rolarem de rir; que quando bebem algumas doses, sobem na mesa e fazem todos lagrimarem de tanta bobagem. Desoprimam o riso. Libertem a piada”. É isso aí!

Por tudo dito/escrito acima, fecho essa publicação com as palavras de Cartola: “a sorrir eu pretendo levar a vida…”. É isso!

Fonte: Yahoo.

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *