Hoje é o Dia Mundial de Conscientização do Autismo – Reflita!

580_img02042011152645

Hoje, 2 de abril, é o Dia Mundial da Conscientização do Autismo. A data, celebrada em todo o mundo, foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e visa conscientizar a sociedade sobre o tratamento especial aos portadores da síndrome.

Autismo

O autismo é uma síndrome que atinge quase dois milhões de brasileiros. Em crianças, é mais comum do que o câncer, a AIDS e o diabetes. No mundo, a Organização das Nações Unidas (ONU) estima que existam mais de 70 milhões de pessoas com a síndrome.735215_229641613840278_1285104458_n

O autismo restringe a comunicação de seu portador com os demais ao seu redor. Para os especialistas, o autista tem uma maneira peculiar e introspectiva de ver o mundo. Os primeiros sinais aparecem até os três anos de idade.

Sintomas

Pouco contato visual, baixa interação, rejeição a toques, comportamento repetitivo, isolamento. Esses são alguns dos sinais mais comuns em quem sofre de autismo. Quando esses sinais são percebidos logo nos primeiros anos de vida, as chances de o tratamento ter sucesso e da criança evoluir são muito maiores.

Qual é o caminho para o tratamento correto?

2060_chicoterra-diadoaltista-062O autismo não tem cura, apenas tratamento. Com ele é possível que a pessoa se desenvolva, torne-se independente e se relacione com outros, por isso precisa ser acompanhado por uma equipe multidisciplinar. Psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, médicos e profissionais da educação são alguns dos especialistas que fazem parte da equipe.

A importância para a família e conscientização

Em 2011, entrevistei o autônomo (e meu amigo) Arley Costa, pai do autista Artur Costa. Ele, o Arley, ressaltou que é essencial que pais, familiares e amigos entendam que o autista é uma pessoa normal, mas com algumas peculiaridades. E frisou que a conscientização da sociedade é fundamental para que todos saibam como cuidar de um autista.

“Dessa forma, nossos filhos e amigos autistas terão melhor assistência do poder público e entendimento da sociedade”, pontuou o pai, na época.

“Arthur e o Infinito – Um Olhar Sobre o Mundo do Autismo”

Sobre a síndrome, recomendo o documentário “Arthur e o Infinito – Um Olhar Sobre o Mundo do Autismo”. O DOC conta a história de uma família e seus conflitos, ao ter o filho mais novo, Arthur, de seis anos, diagnosticado como autista. Marina, sua mãe, assume a responsabilidade de dedicar todo o seu tempo para o filho e buscar caminhos para compreender melhor seu mundo, mostrando a realidade das emoções e sentimentos da família durante esses momentos difíceis. É isso.

Elton Tavares

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*