Hoje é o Dia Nacional das Artes

Hoje (12) é o Dia Nacional das Artes. O Dia Nacional das Artes surgiu a partir do decreto de lei nº 82.385, de 5 de outubro de 1978, e a partir da Lei nº 6.533, de 24 de maio de 1978, que regulamentaram a profissão de Artista e Técnico em Espetáculos de Diversões, além de mais de 100 outras funções que também podem estar inseridas no que seria considerado um trabalho artístico.

Arte é a expressão de um povo. No Amapá, a Secult e a Fumcult tem apoiado, dentro do possível e por meio de editais, os artistas nestes tempos cinzas de pandemia, onde a arte é muito consumida por meio do advento das lives, mas os profissionais são os mais afetados, por conta da falta de público pagante.

Sou fã de arte em todas as vertentes. Mas tô longe de ser um expert sobre o assunto. Mesmo leigo, leio, aprecio e divulgo o nosso Marabaixo, nossa Música Popular Amapaense, áreas como a Poesia, Fotografia, Literatura, Teatro, Cinema e Artes Plásticas, entre tantas outras. Mesmo neste turbilhão de acontecimentos ruins para a arte, além da pandemia, o governo Bolsonaro mina a nossa cultura, as artes resistem.

Certamente, a forma artística que mais me fascina é a música, tanto que uso a poesia alheia para complementar vários escritos deste site (seguida de perto pelas crônicas).

Meu Amapá é repleto de gente talentosa. Conheço uma gama de escritores, músicos, artesãos, poetas, cineastas, produtores culturais, dançarinos, documentaristas, fotógrafos, atores e artistas plásticos. Eles nunca desistem diante das adversidades. E agradeço por isso.

Este post é uma homenagem aos meus amigos (e não amigos) que produzem e apoiam as artes. Eu tento fazer a minha parte como apoiador e divulgador. Parabéns a todos os artistas do país, em particular, os amapaenses. Vocês são PHoda!

Elton Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *