Hoje => Orquestra amapaense realiza concerto ‘Uma noite em Paris’ no Teatro das Bacabeiras

Por Fabiana Figueiredo

Os músicos da Associação Educacional e Cultural Essência ajustam os últimos preparativos para o concerto beneficente “Uma Noite em Paris”, que será realizado hoje (2), às 19h30, no Teatro das Bacabeiras, com entrada a R$ 25. A renda arrecadada será utilizada para a estruturação da orquestra.

O coordenador artístico da associação, maestro Elias Sampaio, disse que os concertos realizados ajudam na manutenção da entidade. “O evento é de cunho beneficente. Nós sempre fazemos concertos para a manutenção do próprio projeto. Em 4 anos de trabalho, conquistamos um público que nos acompanha e a cada dia esse público aumenta”, disse.

O concerto temático vai apresentar canções francesas que fizeram sucesso. “Vamos fazer uma viagem entre os maiores ‘hits’ da música parisiense como ‘Ne Me Quitte Pas’,’Valse d’amelie’, ‘She’, e outros que serão cantados em francês, com os cantores amapaenses Celine Guedes e o lírico Mauro”, disse Sampaio.

De acordo com o maestro, outras apresentações temáticas estão sendo planejadas para 2014.

Além das músicas barrocas, fazemos músicas populares de forma orquestral. Tentamos apresentar a música erudita de forma didática para nosso público. Para isso, pretendemos fazer outros concertos temáticos, como, por exemplo ‘Uma noite latina’ e ‘E assim começou o samba’”, reforçou Elias.

Essência

A Orquestra Essência tem 42 integrantes e é um projeto que utiliza a música como ferramenta de inclusão para crianças de áreas onde há vulnerabilidade social.

Para o arquiteto Rostan Martins, de 50 anos, o projeto é uma oportunidade para divulgar a música erudita no Amapá.

É muito prazeroso tocar aqui. Tem músicos de 13 a 50 anos em que cada um divide conhecimento com o outro. Eu sempre estudei flauta transversal e entrei na orquestra para aprender mais sobre o instrumento”, comentou o músico, que integra a orquestra há 6 meses.

O projeto é realizado em seis pólos no município de Macapá. Até o final de 2014, o maestro quer implantar mais quatro na capital, e em 3 municípios do Amapá: Pedra Branca do Amapari, Serra do Navio e Vitória do Jari.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *