Hoje rola Roda de batuque no meio da cidade velha

roda-de-batuque-5

Por André Silva

Um grupo de amigos músicos decidiu unir forças pela valorização da cidade velha de Macapá. Tocando batuque, marabaixo, zumba, zouk e cacicó, eles reúnem mais de 150 pessoas todos os domingos. O encontro acontece ao lado de um dos prédios antigos ainda em pé, o museu Joaquim Caetano.

“A nossa cidade velha foi muito modificada, infelizmente. Restaram poucos prédios. Os que sobraram foi: Fortaleza de São José, o prédio onde funciona o museu Joaquim Caetano, a Igreja de São José e algumas residências. As praças também passaram por muitas modificações” conta João Amorim idealizador do projeto ‘Roda de Batuque’.

O projeto está completando um ano de criação, mesmo tempo da formação do Grupo Bandaia, atração musical principal do evento. A primeira temporada do projeto durou oito meses e a segunda iniciou há três domingos.

O Bandaia é composto por João Amorim na percussão, voz e composição; Ian Moreira precursão e voz; Huan Moreira percussão e voz e Igor Moreira no banjo e voz. Além do grupo, há também a participação de outros nomes como Amadeu Cavalcante, Maiara Braga e Negro de Nós, representado pela cantora Silmara Lobato.

O projeto nasceu a partir das rodas de samba que eram realizadas na casa da família Moreira.

A roda de batuque acontece todos os domingos ao lado do museu Joaquim Caetano em um pub bar, que paga o cache dos músicos e oferece espaço confortável, bebida e comida aos brincantes.

Fonte: SelesNafes.Com

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*