Inclusão: MP-AP e Senac promovem curso de Operador de Computador para jovens de Santana

O curso de Operador de Computador para jovens do município de Santana, resultado da parceria firmada pelo Ministério Público do Amapá (MP-AP) com o Sistema Fecomércio (AP), por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) teve início nesta semana. Os alunos foram recepcionados nesta quarta-feira (14), pelo representante da Procuradoria-Geral de Justiça, secretário-geral do MP-AP, Alexandre Monteiro, e pelo coordenador das Promotorias de Santana, promotor de Justiça Nilson Costa, acompanhados do assessor técnico José Villas Boas e do servidor Gleidson Ramos.

A capacitação, que tem carga horária de 196 horas/aulas, com duração de dois meses e meio, é ministrada pela instrutora do Senac, Núbia Souza, na Carreta-Escola do Senac, que está estacionada em frente à Promotoria de Justiça de Santana. Foram disponibilizadas 10 vagas por turno, visando atender às exigências dos protocolos de segurança devido à pandemia do novo coronavírus.

“Nós estamos no quarto ano dessa parceria do MP-AP com o Senac, tendo como resultado a formação de 250 alunos para o mercado de trabalho em vários municípios. Nesta terça-feira (13), iniciamos a 15ª e 16ª turmas, com a diferença que antes eram ofertadas 18 vagas. E, temos orgulho em apresentar um índice de aproveitamento de mais de 95% dos inscritos”, informou Villas Boas, gerente do projeto.

As vagas são ofertadas por meio de edital, atendendo aos critérios do programa de gratuidade do Senac, que disponibiliza vagas para pessoas carentes, com apoio do MP-AP na divulgação, principalmente nas áreas comprovadamente com jovens em situação de vulnerabilidade social e que tenham interesse em se qualificar.

“Este curso que está sendo proporcionado pelo MP e Senac tem uma demanda altíssima, logo, vocês estão de parabéns porque conseguiram chegar aqui e esperamos que não percam esta oportunidade para garantir que no futuro tenham a condição de se inserirem no mercado de trabalho”, ressaltou Nilson Costa.

O secretário-geral do MP-AP reforçou a mensagem aos jovens para que se dediquem no aprendizado e agradeceu em nome da PGJ pela parceria com o Sistema Fecomércio. “Estamos fazendo esse esforço coletivo das instituições parceiras, dado o apoio logístico e operacional do curso, para promover a inclusão desses jovens como mão de obra qualificada no mercado”, manifestou Alexandre Monteiro.

A procuradora-geral de Justiça do MP-AP, Ivana Cei, já acenou positivamente para que sejam iniciadas as tratativas para 2021 continuar com a cooperação para levar o curso aos jovens dos municípios de Cutias, Itaubal e Calçoene, informou Villas Boas.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Gilvana Santos
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *