Iniciado o prazo para pedidos de impugnação de candidaturas para as Eleições Municipais 2016

TRE-AP-impugnacoes (1)

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) informa aos Partidos Políticos, candidatos e coligações que o prazo para a impugnação dos registros de candidaturas, para o pleito deste ano foi iniciado nesta quarta-feira (17), após a publicação dos editais no Diário Eletrônico da Justiça Eleitoral.

Qualquer candidato, partido político, coligação ou o Ministério Público Eleitoral poderá impugnar o registro de candidatos, em petição fundamentada, indicando a ausência de condições de elegibilidade ou a existência de inelegibilidade prevista na legislação eleitoral.

O prazo para a interposição dos pedidos de impugnação é de 5 dias, contados da publicação do edital relativo ao pedido de registro, e deve ser protocolado junto ao Cartório Eleitoral do município em que o candidato impugnado efetuou o registro.

Ao final do prazo, o candidato impugnado, o partido ou a coligação, serão notificados para contestar o pedido, apresentar documentos ou indicar provas. Encerrada a produção de provas e a apresentação das alegações finais, o Juiz Eleitoral proferirá sentença decidindo a questão.

CasadaCidadaniaDaniel-768x509 22

Quando o candidato for inelegível ou não atender às condições de elegibilidade, o registro será indeferido pelo Juiz Eleitoral, independentemente da existência de impugnação. Todavia, o candidato com registro “sub judice” poderá efetuar todos os atos relativos à campanha eleitoral, e o direito de ter seu nome inserido na urna, enquanto pendente a decisão final dos recursos.

Segundo o assessor jurídico da Presidência do TRE, Dr. José Seixas, uma vez indeferido o registro pelo Juiz Eleitoral, e sobrevindo recurso ao TRE, a validade dos votos recebidos pelo candidato “sub judice” ficará condicionada ao deferimento do registro na instância recursal.

Até o início da tarde de hoje (17), a única zona eleitoral a receber pedido de impugnação, foi a 10ª Zona Eleitoral de Macapá.

Ao todo, nos 16 municípios do Estado foram recebidos 1.730 pedidos de 30 agremiações. Destes, 71 para os cargos de prefeitos e respectivos vice-prefeitos e 1.659 para vereadores. Esses candidatos disputarão 16 vagas para a chefia do executivo e 170 para os parlamentos municipais.

1378745_549403818445987_1767812399_n

Trabalho da Justiça Eleitoral

A partir deste final de semana, as 13 Zonas Eleitorais que atendem as 16 cidades do Amapá trabalharão em regime de plantão, das 14h às 19h, para o recebimento das ações e demais atendimentos referentes às Eleições 2016. Assim como a Secretaria Judiciária (Sejud/TRE/AP), localizada no edifico sede da Justiça Eleitoral, que funcionará no mesmo horário para receber as defesas dos candidatos envolvidos nas AIRC’s, entre outros recursos.

processos

Registro de Candidaturas

Registro de Candidaturas é a oficialização dos candidatos escolhidos pelos partidos, que devem apresentar sua documentação à Justiça Eleitoral. Comprovado o preenchimento dos requisitos, o candidato terá deferido o seu pedido.

Somente serão deferidos os pedidos daqueles candidatos que comprovarem o preenchimento de todos os requisitos legais, inclusive com relação à sua vida pregressa, ou seja, que tenha “ficha limpa”. A análise final de cada pedido ainda será feita pelos juízes eleitorais, que devem decidir se aprovam os registros até o dia 12 de setembro de 2016.

As informações sobre os candidatos, partidos e coligações podem ser acessadas através do endereço: http://divulgacandcontas.tse.jus.br/divulga/#/

Serviço:

Tribunal Regional Eleitoral do Amapá
Elton Tavares – Assessoria de Comunicação e Marketing

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*