Instituto de Pesquisas do Amapá define programação para seus 20 anos

Foto: Antônio Sena
O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, reuniu-se, nesta quinta-feira, 8, no Palácio do Setentrião, com o diretor presidente do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa), Augusto Oliveira. Na reunião, foi apresentado ao governador a programação de 20 anos do Iepa, que será comemorado no próximo dia 1 de outubro.

De acordo com a explanação de Augusto Oliveira, o cronograma de atividades irá até dezembro deste ano. O titular do Iepa também explicou o andamento das obras no Instituto. Entre as ações que fazem parte da programação estão a reinauguração da Farmácia de Manipulação do Iepa, em outubro de 2011 e a reabertura do Museu Sacaca, Memorial que concentra culturas e  costumes do Amapá, no final de novembro deste ano.

O encontro contou com a presença da diretora do Museu Sacaca, Mônica Dias, dos secretários de Estado da Comunicação, Jacinta Carvalho, da Inclusão e Mobilização Social, Ely Almeida e da Educação, José Maria Lobato. Na ocasião, os gestores alinharam ações conjuntas para a execução da programação da reabertura do Museu.

O governador se comprometeu em dar o apoio necessário para a conclusão dos serviços e afirmou que visitará, em alguns dias, as instalações da Farmácia e do Museu Sacaca.

Farmácia do Iepa
O Iepa desenvolve, desde sua criação, em 1991, pesquisas fitoterápicas e manipula medicamentos naturais, baseadas no conhecimento tradicional das comunidades locais do Amapá, resultando em eficazes fármacos.

Museu Sacaca
O Museu Sacaca, inaugurado em 1997, é uma instituição cultural e científica, vinculada ao Iepa e localizada em Macapá. O espaço tem a missão de abrigar palestras, seminários, exposições, visitas pedagógicas, atividades didáticas e a difusão das culturas que compõem o Estado, como a indígena e ribeirinha.

O museu foi inaugurado durante a gestão do então governador João Alberto Capiberibe. O nome do espaço é uma homenagem a Raimundo dos Santos Souza (1926-1999), vulgo “Sacaca”, um curandeiro que disseminou a medicina natural no Amapá.

De acordo com o governador, o Museu Sacaca é um espaço que reúne as tradições amapaenses e que valoriza a identidade cultural do Estado. Para Camilo Capiberibe, após a revitalização e reabertura, o memorial será um dos principais atrativos turísticos do Amapá.

“A revitalização do Museu Sacaca, que foi abandonado durante a gestão passada, é um resgate de nossa identidade. A sua reabertura é importante para Cultura do Amapá e fico feliz de realizarmos isso ainda no primeiro ano do nosso governo”, ressaltou o governador.

Elton Tavares
Assessor de comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*