Investimento na saúde é uma das prioridades do mandato do Deputado Federal André Abdon

Ministro da Saúde Ricardo Barros ao Amapá e o deputado Federal André Abdon.

Após a vinda do ministro da Saúde Ricardo Barros ao Amapá, articulada pelo Deputado Federal André Abdon, no início do ano passado (2017), o Ministério da Saúde por solicitação do parlamentar, vem autorizando a liberação de recursos para o melhorar o atendimento da saúde no Estado.

Dinheiro que vem sendo dividido para obras, compra de equipamentos e custeio de atendimentos básicos, de média e alta complexidade. Ao todo, 15 dos 16 municípios estão sendo beneficiados com os recursos: Macapá, Calçoene, Cutias, Ferreira Gomes, Laranjal do Jari, Itaubal, Mazagão, Oiapoque, Porto Grande, Santana, Tartarugalzinho, Pedra Banca do Amapari, Pracuúba, Serra do Navio e Vitória do Jari.

Para a capital Macapá com maior número de habitantes, os investimentos na área da saúde são para a manutenção de unidades de saúde e compra de medicamentos, aquisição de unidades móveis e ambulâncias completas tipo A para remoção simples e eletiva de pacientes, bem como aquisição de pelo menos três ambulanchas para o atendimento às comunidades ribeirinhas.

“Quando o povo elege um deputado federal, é sempre na esperança de que ele traga os recursos que ajudem no Desenvolvimento do Estado e é isso que estamos fazendo em Brasília lutando pela população em especial aos usuários da saúde pública que mais sofre quando precisa do atendimento nas nossas unidades de saúde e eu sei o quanto é importante termos um sistema preparado para atender a demanda e se depender do nosso mandato a saúde do Amapá vai melhorar”, afirmou o deputado.

Em 2018, além da capital, outros municípios receberão reforços para a área da Saúde com a chegada de equipamentos, veículos e material para unidades de saúde bucal com os chamados ‘combos odontológicos’, composto por: raios x, autoclave, biombo plumbífero, bomba de vácuo, mocho, ultrassom e outros materiais.

O parlamentar também tem conseguido junto ao Ministério da Saúde recursos proveniente do Piso da Atenção Básica (PAB), no Sistema Único de Saúde (SUS), desde 2015 que permite a destinação de verba adicional, para custeio de estabelecimentos de saúde.

Assessoria de comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *