Investimentos operacionais, ampliação no atendimento e projetos de eficiência marcam primeiro ano da CEA na gestão do Grupo Equatorial

Investimentos na área técnica-operacional, social, projetos de eficiência energética e melhoria no atendimento ao cliente marcam o primeiro ano do Grupo Equatorial no Amapá, à frente da concessão do setor elétrico. Desde a assunção desta concessão, ocorrida no dia 23 de novembro de 2021, o grupo assumiu o desafio de promover o desenvolvimento do estado através da melhoria da prestação do serviço aos 16 municípios.

Na área técnica-operacional, a CEA Equatorial está ampliando e modernizando a estrutura das subestações na área metropolitana e no interior do estado. Em outubro e novembro foram entregues as subestações, Santana e Santa Rita. Ainda estão programadas as entregas das subestações Equatorial e Macapá II até dezembro de 2022.

Estas subestações têm grande importância na qualidade do fornecimento na área metropolitana, pois melhoram a distribuição de energia aos clientes. Para reforçar esta operação, foi realizado o lançamento da Subestação São José que vai impactar positivamente o serviço em Macapá, beneficiando também os clientes de Santana e do município de Mazagão. A obra será entregue em abril de 2023.

No interior, estão previstas a entrega das Subestações Inajá e Porto Grande que terão impacto positivo para clientes dos municípios de Itaubal, Cutias, Porto Grande, Serra do Navio, Distrito do Bailique e comunidades rurais. Estas subestações estão em obras e devem ser entregues até janeiro de 2023.

Para 2023, também está prevista a entrega da Linha de Distribuição de Serra do Navio, que vai substituir a linha existente. A linha terá 116 quilômetros de extensão e os primeiros 30 quilômetros devem ser construídos ainda em 2022.

Investimentos em manutenção na rede

Um dos grandes desafios neste primeiro ano, foi a necessidade de melhoria das condições da rede de distribuição. Em todo o estado, foram recuperados 589,9 quilômetros de rede, 269 quilômetros de ramal de ligação, além da execução de mais cinco mil serviços de poda em vegetação em contato com a rede, implantação de 441 transformadores, 44 religadores, 2.734 postes, troca de 3.806 cruzetas e de 1.479 chaves fusíveis.

O presidente da CEA Equatorial, Augusto Dantas, destacou a importância da execução destes trabalhos e reforçou que estas linhas de frente serão intensificadas para os próximos anos.

“Estas ações foram necessárias neste primeiro ano, para que nosso cliente fosse beneficiado com um serviço de melhor qualidade, mas ainda há muito a ser realizado. Temos um forte plano de investimento para o estado em 2023 e 2024”, reforçou.

Atendimento comercial

Em um ano, foram realizados 2,7 milhões de atendimento nos canais da CEA Equatorial via Central pelo 0800 096 0196, atendimento presencial e pelo site.

Nas agências, a estrutura para o atendimento presencial foi ampliada em 100% na região metropolitana. Em todos estes canais foram geradas mais de 85 mil notas de serviços e 800 novas ligações de geração distribuída.

O gerente de relacionamento com o cliente, João Ricardo Medeiros, explicou que estão previstos para os próximos anos a expansão deste atendimento no interior do estado.

“Nosso objetivo é melhorar o atendimento nas agências, buscar parceiros para a implantação de postos credenciados, além de potencializar nosso atendimento na central e canais digitais para garantir mais comodidade ao nosso cliente que acessa os nossos serviços”

Tarifa Social

Em um ano, a CEA Equatorial trabalhou fortemente na ampliação da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE). O número de contemplados com o benefício aumentou de 18 mil para 63 mil famílias.

Este trabalho é resultado das parcerias com as prefeituras e também com o Governo do Estado, que fechou uma cooperação técnica com a empresa para garantir o pagamento integral da conta de luz de clientes baixa renda cadastrados na Tarifa Social com consumo de até 150 quilowatts ao mês.

Por meio da cooperação com o Governo do Estado, 21.500 famílias foram beneficiadas.

Projetos de eficiência energética

Em seu primeiro ano, a CEA Equatorial apresentou aos clientes do Amapá os projetos de eficiência energética, por meio da plataforma E+. A primeira ação ocorreu em dezembro de 2021 com o E+ Geladeira Nova, que permite ao cliente baixa renda a troca da geladeira antiga por uma nova gratuitamente.

Desde dezembro foi realizada a troca de 764 geladeiras para clientes em todo o estado, além da troca de 4.600 lâmpadas nas ações com a comunidade.

A plataforma E+ também atuou na capacitação de jovens e adultos para o mercado de trabalho. Foram 227 jovens certificados no curso de eletricista em parceria com o Governo do Estado e 60 adultos no curdo de design de sobrancelhas e pequenos reparos.

Outro projeto executado em 2022, foi a implantação de um novo sistema de iluminação da Fortaleza de São José de Macapá que substituiu 450 luminárias antigas, por luminárias de LED que consomem menos energia. No total, o novo sistema possui 700 luminárias e vai gerar uma economia de energia de 328,21 megawatts no ano.

Sobre a empresa

O Grupo Equatorial iniciou suas operações na Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) no dia 23 de novembro em todos os 16 municípios do estado. A chegada do grupo se deu a partir de um contrato de concessão com foco na melhoria do fornecimento de energia aos amapaenses nos próximos 35 anos.

Link da matéria:

Investimentos operacionais, ampliação no atendimento e projetos de eficiência marcam primeiro ano da CEA na gestão do Grupo Equatorial – CEA Grupo Equatorial Energia

Assessoria de Imprensa da CEA Grupo Equatorial Energia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *